Cidadeverde.com
Política

Em nota, Alepi nega fazer uso de cartões corporativos

Imprimir
O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), deputado estadual Themístocles Filho (PMDB), divulgou nota no final desta quarta-feira (2) para esclarecer que a Casa não faz uso de cartões corporativos. A notícia tenta minimizar boatos depois de uma operação policial descobrir que o cartão corporativo de um agente público foi usado para pagar orgias. 

Caio Bruno

Ontem, a Polícia Civil do Piauí deflagrou a operação Book Eletrônico e prendeu um homem acusado de usar indevidamente fotos de mulheres obtidas nas redes sociais. Ele apresentaria as moças como garotas de programa, apesar de nenhuma ter relação com o ramo. Na investigação, a polícia descobriu que um cartão corporativo foi usado para pagar R$ 3 mil em um hotel, onde teria ocorrido uma orgia. Ou seja, a farra foi paga com dinheiro público. 

De acordo com a polícia, políticos, empresários e profissionais liberais eram clientes do preso. Porém, o cartão corporativo usado é de um agente público - o que não significa dizer que se trate de um político. As investigações continuam em andamento. 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Piauí, através de seu Presidente, Deputado Themístocles Filho, vem levar ao conhecimento de todos, e, principalmente, prestar esclarecimentos à sociedade piauiense, que:

· Não faz uso de cartões coorporativos para quaisquer despesas, seja de setores administrativos, diretorias, tão pouco de gabinetes parlamentares;
 
· Repudia qualquer tipo de irregularidade e ilegalidade neste sentido, razão pela qual as orientações e procedimentos da Casa são no sentido de zelar sempre pela moralidade e transparência na coisa pública.
 
Dessa forma, coloca-se à inteira disposição da Segurança Pública, da Justiça e, principalmente, da sociedade piauiense, para auxiliar naquilo que se referir a este Poder, nas devidas investigações, na forma da Lei.
 
Teresina(PI), 02 de abril de 2014
  
Dep. Themístocles Filho
Presidente
Imprimir