Cidadeverde.com
Cidades

Água "milagrosa" atrai centenas de fieis no Dia de Santo Antônio no PI

Imprimir
No dia de um dos santos mais populares, a fé leva piauienses ao município de Campo Alegre do Fidalgo, a 532 km de Teresina, mais precisamente ao povoado rural Pinga. A cada 13 de junho, centenas de devotos visitam o santuário de Santo Antônio do Pinga e levam para casa a água que surge "misteriosamente" e é considerada milagrosa.

Fotos: Portaljenipapo



A tradição persiste há mais de cinquenta anos e cerca de 5 mil católicos visitam a Pedra do Pinga, onde é celebrado missa campal e vários batizados. Na data, os devotos aproveitam também para rever familiares e amigos, agradecer graças alcançadas e fazer novos pedidos ao santo casamenteiro e protetor dos humildes.


A Comunidade Santo Antônio do Pinga, povoado afastado da sede do município, foi batizada em virtude da água que brota da formação rochosa, depressão geológica em formato de “ferradura”, com altura aproximada de 15 metros, com 400 metros de distância entre as duas extremidades.


Segundo o estudante do curso de Geografia da UnB, Tomé de Pádua, a composição rochosa é muito antiga, oriunda de lagos e mares pré-históricos.

"O vale característico do local se formou devido à erosão provocada pela vazão de água de um antigo rio que corria ali, pois, as formas arredondadas da rocha são características de erosão fluvial. A água deve estar acumulada num pequeno aquífero local, por causa da vazão frequente e pelas características das rochas: a rocha mais próxima a superfície é porosa e permite a infiltração, enquanto a rocha inferior não permite a infiltração, logo, a água escorre entre as duas rochas", explica Pádua.


Religiosidade


Segundo moradores antigos, uma novilha caiu em uma ribanceira e ficou muito ferida, então, um vaqueiro resolveu lavar o filhote com a água que pinga das pedras. No local, o sertanejo encontrou uma pequena imagem de Santo Antônio e levou para casa. Pela manhã, ao chamar a esposa para mostrar o objeto, a imagem teria desaparecido do gibão. Assim, ele retornou ao campo para ver o animal e se surpreendeu ao ver a novilha totalmente curada. Diante da surpresa, resolveu retornar ao local onde o animal caiu no dia anterior e encontrou novamente a mesma imagem. Com a cura milagrosa do animal após ser lavado com a água da gruta e a misteriosa imagem de Santo Antônio, o lugar ficou conhecido como Santuário de Santo Antônio do Pinga. 


Graciane Sousa
Com informações Portaljenipapo
Imprimir