Cidadeverde.com
Geral

Esgotado: 40 mil ingressos vendidos para final entre River e Botafogo-SP

Imprimir

Atualizada às 16h (hora local)

A gerência das Farmácias Globo que estava vendendo os ingressos para a final do Campeonato Brasileiro série D, entre River e Botafogo de Ribeirão Preto-SP, no estádio Albertão, informou que eles já se esgotaram. Foram colocados a venda 40 mil entradas para a partida de sábado(14), às 18h30.

Lucas Marreiros 

O funcionário público José Monteiro estava na fila desde as 14 horas e foi um dos que conseguiram adquirir o ingresso antes que se esgotassem. "Eu fui em três farmácias para comprar. Moro na Piçarreira e quando fiquei sabendo que aqui ainda tinha vim logo", disse o torcedor, que espera uma vitória do River de 2 a 0 ou 2 a 1. Monteiro, que afirma ser riverino desde criança, vai ao estádio com a mulher e os quatro filhos no próximo sábado. 

Em um ponto de venda de um shopping já encerrou a fila e o Cidadeverde.com apurou que os torcedores que já estão no local vão poder levar pelo menos três ingressos.   

Sem bebida alcoólica

Nesta quarta(11), uma reunião no comando geral da Polícia Militar apresentou o plano de segurança que será adotado no jogo e uma delas é a proibição total de venda e consumo de bebida alcoólica nas dependências do estádio. 

"A promotora Maria das Graças Monte enfatizou que é proibido por lei e por isso não há o que discutir. Não vai poder de jeito nenhum e faremos uma fiscalização muito rigorosa em relação a isso", destacou o tenente coronel Sá Júnior.

Fotos: Fábio Lima/Cidade Verde

Em um dos jogos do River e Ypiranga no mesmo estádio, a bebida havia sido liberada e o time piauiense foi punido pela Justiça Desportiva, já que torcedores arremessaram as latas dentro de campo. 

Cambistas

Em relação aos cambistas que supostamente devem atuar na venda de ingressos, o comandante de Policiamento da Capital afirma que há policiais civis e militares atuando na inteligência para tentar flagrar alguma ação contra lei. 

"A venda pelo cambista é uma contravenção penal. Só em uma situação de flagrante, que está a vítima, possui a materialidade do crime e o acusado é que pode ser conduzido para Central de Flagrantes. Mas, estamos fiscalizando para tentar coibir essa prática", afirmou coronel Sá Júnior. 

 
Caroline Oliveira e Lucas Marreiros (especial para Cidadeverde.com)
carolineoliveira@cidadeverde.com

Imprimir