Cidadeverde.com
Viver Bem

Confira 8 dicas para aumentar sua tolerância ao alcool e não pagar mico

Imprimir

Dica 1: coma bem

Comer é absolutamente essencial. Beber com o estômago vazio é uma receita para o desastre e um erro de principiante. Se não puder comer antes de sair de casa, leve um lanche ou coma onde estiver bebendo.
Como o conteúdo de álcool no sangue é afetado pelo conteúdo gástrico, tente comer algo mais substancial se for beber. Proteínas e gorduras demoram mais tempo para serem digeridas, assim ficarão em você por mais tempo e continuarão a lhe ajudar a não ver o mundo rodando. Se estiver em um coquetel, coma um canapé sempre que puder.


Dica 2: escolha sabiamente
O teor de álcool é fundamental para determinar quão bêbado você pode ficar, mas há outros fatores que você deve considerar ao escolher o que beber. Vinho tinto e destilados escuros como uísque geralmente contêm produtos químicos que podem lhe dar dor de cabeça e bagunçar seu senso de inibição depois de apenas uma ou duas horas. Cada pessoa reage a bebidas de forma diferente, de modo que você pode fazer alguns testes e ver como elas lhe afetam antes de beber descontroladamente em uma festa de fim de ano.
Além disso, evite bebidas açucaradas. Elas aumentam seus níveis de açúcar no sangue, levando-o a um pico de energia, seguido de cansaço e/ou dores de cabeça muito antes de a festa acabar. Além disso, elas lhe enchem e deixam menos espaço para consumir coisas melhores.
Quer beber menos? Escolha um copo reto


Dica 3: beba água
O álcool é um diurético, o que significa que você vai fazer xixi para caramba, o que, por sua vez, pode levar à desidratação. Isso vai lhe causar uma bela ressaca. Além disso, um cérebro desidratado não funciona bem, o que irá agravar a sua sensação de embriaguez.
Lembre-se: a água é sua melhor amiga. Não refrigerantes ou outras bebidas não alcoólicas, água. O melhor é tomar um copo de água para cada bebida alcoólica que você consome. É difícil? Sim. Você vai fazer mais xixi ainda? Sim. Porém, você continuará pensando como uma pessoa sã e não como um bêbado atordoado.


Dica 4: descanse antes de beber
Você já reparou que, quando está cansado, uma bebida pode lhe acertar como se fosse três? Há um certo número de fatores que contribuem para esse efeito. Para começar, quando estamos cansados, é mais difícil pensar claramente. Os sintomas do cansaço podem se manifestar de forma semelhante à embriaguez. Adicionar álcool real à equação só amplifica esse efeito.
Mais além, de acordo com a Universidade de Rochester (EUA), fadiga geral ou cansaço pode conduzir a um conteúdo de álcool no sangue mais elevado do que o normal, já que o fígado é menos eficiente no processamento e/ou eliminação de álcool quando o nível geral de energia é baixo. Depois, como o álcool é um depressor natural, consumir álcool quando cansado pode aumentar seu nível de cansaço e ampliar seus efeitos tradicionais. Embriaguez e cansaço = um bêbado chato e possivelmente incontrolável.


Dica 5: vitamine-se
Quando você está bebendo demais, você não só perde água, mas também alguns nutrientes importantes. A falta desses nutrientes pode levar a sintomas de ressaca enquanto você ainda está na festa, diminuindo drasticamente suas habilidades de beber (e suas habilidades sociais).
Vitaminas B são uma das primeiras coisas que o álcool chuta para fora de seu corpo. Você também vai precisar de alguns eletrólitos. Escolher algum suplemento que contenha os dois e tomar antes da ou durante a festa pode lhe ajudar.


Dica 6: esqueça a cafeína
Tomar café ou energético, ou outras bebidas com cafeína, não vão necessariamente lhe dar mais vitalidade ou tolerância. Embora seja verdade que a cafeína irá mantê-lo mais “acordado”, não vai mantê-lo mais sóbrio. Na verdade, isso lhe leva a artificialmente pensar que sim, o que por sua vez pode lhe levar a beber muito mais, mais rápido, gerando experiências horríveis para você.
Você também vai estar mais bêbado do que você pensa que está, portanto mais propenso a fazer algo estúpido. Além disso, a cafeína também é diurética, como o álcool, e vai desidratá-lo ainda mais e aumentar suas chances de passar mal.
Beber álcool encolhe o cérebro


Dica 7: considere sua tolerância
Bebedores experientes geralmente aguentam beber mais. O álcool é uma toxina, e os nossos corpos se adaptam a metabolizar e lidar com ela. Esse tipo de adaptação leva tempo e repetição. Quanto mais tolerante estamos à toxina, mais lentamente nossos corpos tentam quebrá-la e, assim, mais lenta ela é absorvida na nossa corrente sanguínea. Esta taxa de absorção varia consideravelmente entre os indivíduos; experientes bebedores do sexo masculino, com massa corporal elevada, podem processar até 30 gramas (38 ml) por hora, mas um número mais típico é 10 gramas (12.7 ml) por hora.
Sendo assim, se você geralmente não bebe, melhor não querer beber demais no fim do ano. Não interessa quão bem hidratado ou alimentado você esteja, beber muito ainda vai provavelmente lhe cair mal. Outra opção é “treinar seu corpo” para ser tolerante, bebendo mais no período antes da festa para se acostumar com o álcool. Claro que você deve considerar as consequências disso. Alguns estudos dizem que o consumo moderado de álcool faz bem para a saúde, mas com certeza todos apontam que o consumo exagerado faz exatamente o contrário.


Dica 8: não seja besta
Se você está tentando ser a “vida da festa” e não o “bêbado detestável”, por favor, raciocine. Por exemplo, não entre em algum tipo de competição de bebidas alcoólicas com seus colegas de trabalho ou parentes; essa é obviamente uma situação em que todos só têm a perder. Use sua cabeça, vá devagar, se divirta, e então volte para casa em um táxi. Essa receita deve garantir que você seja convidado para muitas outras festas nos próximos anos

Imprimir