Cidadeverde.com
Esporte

Neymar pode recorrer na Justiça para reaver jato e iate confiscados

Imprimir

O processo legal movido contra Neymar, sob alegação de sonegação fiscal, continua tendo implicações em âmbitos distintos. Na última quarta-feira, o Ministério da Fazenda do Brasil confiscou alguns bens do atleta, como um jato particular, um iate e alguns imóveis.

Porém, a defesa do jogador ainda pode recorrer para reaver os bens. Segundo reportagem publicada pelo jornal Estado de S. Paulo, a decisão da Justiça brasileira é uma consequência do bloqueio fiscal de R$ 188 milhões atribuído a Neymar ainda em 2015. Recentemente, o valor foi corrigido pela Vara Judicial de Santos, que conduz o processo, e agora é de R$ 192 milhões.

A Receita Federal defende que o jogador sonegou cerca de R$ 63 milhões em impostos, que não foram pagos entre 2011 e 2013. O jogador também é acusado de receber como pessoa jurídica, através da N&N Sports, e não como física, o que diminuiria a carga tributária em território espanhol.

As suspeitas de contravenção na Espanha também são investigadas e, assim como Sandro Rossell – presidente do Barcelona à época da contratação – e Josep Maria Bartomeu – atual mandatário, Neymar é alvo da Justiça espanhola, assim como seu pai, Neymar dos Santos.


Fonte: Yahoo

Imprimir