Cidadeverde.com
Geral

Detentos incendeiam colchões e um fica ferido em motim na penitenciária Irmão Guido

Imprimir
  • guido7.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com
  • guido6.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com
  • guido5.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com
  • guido4.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com
  • guido3.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com
  • guido2.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com
  • guido1.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com

Os detentos do pavilhão B da Penitenciária Irmão Guido, na zona sul de Teresina, iniciaram um motim por volta das 7h desta quinta-feira (17). A Secretaria de Justiça informou que a ação já foi controlada e que tentativas de fugas abortadas, no fim da tarde de ontem (16), podem ter gerado a revolta. Hoje, o Corpo de Bombeiros precisou ser acionado para controlar um princípio de incêndio no local. Um detento ficou ferido.

O vice-presidente do sindicato dos agentes penitenciários do estado do Piauí (Sinpoljuspi), Cleiton Holanda, mais uma vez alertou sobre a superlotação do local, que tem capacidade para cerca de 320 detentos e abriga hoje mais de 430. 

"Tivemos conhecimento do início de uma rebelião e viemos até o local. Eles se rebelaram porque não conseguiram obter êxito na tentativa de fuga, que seria realizada ontem e foi descoberta pelos agentes. Apesar do presídio estar superlotado, os agentes conseguiram conter. Então eles fizeram o motim, arrancaram grades e atearam fogo a colchões por conta da tentativa de fuga", disse. 

Apesar do motim no pavilhão B - que hoje possui 84 presos -, as visitas para o pavilhão C - 95 presos - estão mantidas. Um detento ficou ferido, sem gravidade, e foi levado para atentidmento médico fora do presídio. 

Fugas abortadas

No fim da tarde de ontem, fugas de presos dos referidos pavilhões foram abortadas na Irmão Guido. O diretor administrativo da Diretoria da Unidade de Administração Penitenciária da Secretaria de Justiça (DUAP), Enemésio  Junior, informou ao Cidadeverde.com que o preso ferido no motim, ainda na cela com os outros presos, já foi encaminhado para o hospital. Ele ressaltou que a revolta já foi controlada e os presos não fizeram nenhum tipo de pedido. Ele comentou ainda a situação precária da estrutura da unidade prisional.

"Não acreditamos que a estrutura do presídio facilitou esse motim. Apesar da estrutura precária, está claro que o mnotim foi apenas uma insatisfação pela fuga abortada. Eles nem chegfaram a pedir nada para por fim à ação. Nós já sabemos que quem deu início à revolta, são os detentos que recorrentemente tentam fugir", declarou. 


Foto: Divulgação/Sinpoljuspi

Os agentes informaram que vão fazer uma contagem de presos e que pode haver remoção de detentos para outras unidades. Algums poderão ser punidos por 30 dias com suspensão de visita de familiares e do banho de sol. 

Leia nota da Sejus na íntegra sobre o ocorrido:

NOTA

A Diretoria da Unidade de Administração Penitenciária da Secretaria de Justiça (DUAP) e a Gerência da Penitenciária Regional Irmão Guido informam que o início de motim que ocorreu no pavilhão B da unidade, na manhã desta quinta (17), foi controlado sem maiores transtornos. Uma triagem foi feita e os presos já estão nas respectivas celas. Equipes da DUAP e da Diretoria de Inteligência e Proteção Externa da Secretaria de Justiça (Dipe), com apoio de outros agentes de segurança, estão no local para garantir a ordem.

Secretaria de Estado de Justiça do Piauí

Diretoria da Unidade de Administração Penitenciária

Gerência da Penitenciária Regional Irmão Guido

 

Carlienne Carpaso (Flash)
Maria Romero (Redação)
[email protected]

Imprimir