Cidadeverde.com
Geral

Uespi anuncia vestibular com 4.370 vagas, além de ensino à distância; CONFIRA EDITAL

Imprimir
 
A reitora Valéria Madeira lançou na manhã desta sexta (29) o edital do Vestibular 2009 da Universidade Estadual do Piauí. Entre as novidades, a instituição criará 750 vagas para um curso de Licenciatura em Espanhol à distância e a implantação do sistema de cotas.
 
O novo curso de Espanhol é o primeiro à distância organizado pela UESPI e deve disponibilizar 50% de suas vagas para os professores da disciplina que não possuem formação na área. Quinze pólos do interior do estado abrirão vagas para a nova graduação.
 
Em seu pronunciamento, a reitora elencou as principais mudanças que farão parte desta edição do Vestibular, como o aumento no número de vagas oferecidas ? no total, serão 4.370 vagas, contra 3.645 do ano passado, um aumento de 725 vagas. Valéria Madeira também detalhou a questão da reserva de vagas para estudantes e a inclusão dos Cursos de Educação à Distância, bem como a possibilidade da redução/isenção de taxas de inscrição para candidatos oriundos de escolas públicas e particulares, declaradamente pobres. A Reitora também ressaltou as datas de início e término do prazo de inscrição (08/09 a 26/09/08) e de aplicação das provas (30/11 e 01/12/08).
 

As inscrições serão feitas entre os dias 8 e 26 de setembro, das 8h às 18h, em 16 municípios. Os interessados, também, poderão efetuar a inscrição por meio do site nucepe.uespi.br.
 
O valor da taxa é de R$ 90 para os alunos oriundos da escola particular. Para os candidatos da rede pública de qualquer Estado da Federação a inscrição custa R$ 45 e para o aluno concludente do ensino médio entre os anos de 2004 e 2008 no Piauí, a inscrição sairá por R$ 27. As provas serão aplicadas no período de 30 de novembro a 1º de dezembro de 2008.
 
Sistema de cotas
Os alunos que ingressarem na Uespi pelo sistema de cotas, receberão uma bolsa de R$ 150,00, mais vales transportes para que não desistam do curso por falta de estrutura para se manterem na universidade, de acordo com a reitora Valéria Madeira. O projeto foi aprovado pelo Conselho Universitário e pela Assembléia Legislativa.
 
São 10% das vagas de cada curso que serão destinadas para alunos que estudaram em escolas públicas no ensino médio e fundamental.  Destas vagas, 5% serão destinadas para candidatos que se auto-declararem negros.

 
Flash de Caroline Oliverira (direto da Uespi)
redigido por Carlos Lustosa Filho
Tags:
Imprimir