Cidadeverde.com
Geral

Vídeo: delegados denunciam presença de ratos na Central de Flagrantes

Imprimir

Atualizada às 12h10
O Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Piauí (Sindepol) registrou em vídeo a presença de ratos na Central de Flagrantes de Teresina, na noite de ontem (11). O Sindepol afirma possuir um laudo da Vigilância Sanitária que atesta que todas as delegacias de Teresina apresentam condições insalubres. A Secretaria de Segurança Pública afirmou que o problema é pontual. Leia nota na íntegra ao fim desta publicação. 

No caso da Central, os delegados afirmam que os animais circulam até mesmo nos bebedouros. Segundo a presidente do sindicato, delegada Andréa Magalhães, a situação vem sendo denunciada há pelo menos dois anos.

A categoria encaminhou ao Estado uma solicitação de providências e, posteriormente, ingressou com ação judicial para resolver os problemas. Ela relata que constantemente os policiais são acometidos de doenças. 

"Temos o problema dos ratos, em todas as delegacias há muita sujeira, são locais abafados, úmidos, sem ventilação. Eu quando trabalhava no 1º Distrito Policial desenvolvi uma infecção respiratória gravíssima, porque fazíamos custódia de presos e o local não era arejado, era sujo. Nossos policiais adoecem e correm cada vez mais riscos", afirmou. 

Ela destacou ao Cidadeverde.com que a situação prejudica não apenas os servidores da segurança, mas também a população. Na Central de Flagrantes, os ratos circulam em busca de alimentos, nos espaços onde funcionários precisam se alimentar, e ainda nos bebedouros destinados até mesmo à população. 

"As pessoas precisam de um atendimento digno e a delegacia é o primeiro local que oferece a porta aberta. Imagine uma pessoa nervosa porque foi assaltada e a gente não tem água para oferecer, os copos sujos, a pessoa vai beber 'água de rato', vai estar em um ambiente sujo", lamentou a delegada.

Segundo ela, a categoria pretende que a denúncia surta efeito e solucione o problema não apenas na Central, mas nas outras delegacias da capital e do interior. 

Andréa falou ainda sobre o prédio das delegacias especializadas, no Centro de Teresina. Segundo ela, a área possui forte presença de pombos. Uma mudança acontecerá ainda no primeiro semestre deste ano, mas o sindicato também recebeu denúncias de que o novo prédio não possui condições adequadas. 

A Secretaria de Segurança Pública divulgou nota, afirmando que irá buscar solucionar o problema, incluindo orientação para que os servidores evitem deixar restos de comida nas dependências das unidades, para evitar a infestação dos animais. Veja abaixo:

NOTA

A Secretaria de Segurança, através de sua Diretoria Financeira, informa que é pontual o problema encontrado na Central de Flagrantes de Teresina. A coordenadoria da CF promove um trabalho de conscientização dos servidores para que evitem deixar restos de comida expostos, principalmente na cozinha, descuido que termina por atrair ratos. A delegada Ana Luíza também deverá estar colocando em ação nos próximos dias um plano de tratamento de resíduos sólidos, o que irá contribuir para o controle de pragas. No caso das demais delegacias da capital e interior a SSP-PI estará contratando empresa especializada para promover dedetização destes locais.

 

 

Maria Romero
[email protected]

Imprimir