Cidadeverde.com
Esporte

Pilotos encaram trilhas radicais na abertura do Piauiense de Enduro

Imprimir

Com mais de 5 horas de duração, 150 quilômetros e muitas trilhas radicais, o Campeonato Piauiense de Enduro de Regularidade começou com força total, muitas emoções e até piloto que sofreu uma grave queda e teve duas fraturas na perna direita, o que o deixará de fora do campeonato deste ano.

 

Assim foi um pouco do 32º Enduro do Jenipapo, etapa que começou sem afrouxar o freio para os 50 pilotos inscritos nas categorias Sênior/Master, Junior, Novato, Rally e Expedição, neste domingo (09), entre Teresina e Campo Maior. A prova homenageia os heróis que morreram na Batalha do Jenipapo, em 1823, perto da região de Campo Maior, pela liberdade do Brasil contra o domínio português.

Logo após a largada, na concessionária CN Motos, no balão do bairro Dirceu, os pilotos se deslocaram pela zona rural de Teresina e encararam com poucos minutos a subida da Serra do Gavião, em um trecho batizado de ‘Subida da Vanessa’. 

Pedras soltas e subida íngreme dificultaram um pouco o desenrolar dos competidores. O experiente piloto Wesley Macedo, que não teme esse tipo de dificuldade (categoria Sênior/Master), se desequilibrou e após cair teve sua moto Sherco caindo sobre a perna direita e fraturando em dois lugares, próximo ao tornozelo. O piloto passará por cirurgia e está fora das primeiras disputas do campeonato.

Já para outros pilotos preparados e experientes, como o também sênior Lenilson Viana, os obstáculos não foram transponíveis e ele foi o campeão na sua categoria, com 25 pontos.

O segundo colocado foi o piloto da cidade de Piripiri, Mário Fortes Rodrigues, com 22 pontos. Na categoria Júnior, vitória do jovem piloto de Teresina, Carlos Pires Rebelo Neto, que fez sua estreia na categoria, após dar adeus à novato em 2016, temporada que ele foi o campeão piauiense. 

Na categoria Novato, uma grata surpresa, os cinco pilotos que subiram ao pódio são todos de Parnaíba, no litoral do Piauí, tendo no lugar mais alto Patrick Carneiro. Na categoria Rally, não deu outra, e mais uma vez Peter Ferreira sorriu no pódio. Além de vários troféus de campeão nessa categoria nos últimos anos, Peter completa 30 anos de amor ao esporte.

O campeonato também teve muitos pilotos novatos, que resolveram se filiar à Federação de Motociclismo, como o colombiano Cristian Muñhoz, piloto que há dois anos mora em Teresina, é apaixonado por motos, mas só praticava há oito meses provas de motocross, enduro Fim e Hard Enduro.

“Por incentivo de um amigo, o piloto Messias Mota, eu resolvi me filiar e começar a competir em regularidade na categoria Expedição e gostei muito”, disse o jovem piloto e empresário do ramo de restaurante.


Da Redação
[email protected]

Imprimir