Cidadeverde.com
Cidades

FIDA vem ao Piauí para elaborar planejamento sobre questão de gênero

Imprimir

O Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), uma agência das Nações Unidas, vai elaborar um planejamento estratégico no Piauí voltado para a questão de gênero: o Projeto Viva o Semiárido (PVSA). A ação é uma parceria com o Governo do Piauí por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR). O encontro visa incentivar o empoderamento das mulheres nos projetos produtivos do PVSA.

A atividade vai ocorrer nos dias 14 e 15 deste mês, em Teresina. No Piauí, o projeto já está na metade de sua execução, com prazo até 2020 para ser concluído. 

O diretor do Projeto Viva o Semiárido, Francisco Ribeiro das Chagas, explicou que o PVSA tem recurso disponível para investir em capacitação e, principalmente, em atividades produtivas que priorizam mulheres, jovens e comunidades quilombolas.

“Historicamente, as mulheres passaram por um processo de exclusão nas atividades produtivas e, particularmente, na gestão dos recursos provenientes da produção. Agora, elas têm a oportunidade de ajudar o projeto a desenvolver estratégias que venham fortalecer a sua participação. As mulheres lutam, trabalham e apoiam, financeiramente, as associações buscando expandir seu espaço nas atividades produtivas, assumindo diretorias da gestão dos projetos, associações, cooperativas e sindicatos. Neste encontro, serão discutidas estratégias palpáveis, fáceis de serem implantadas e que tenham o PVSA como referência nos seus financiamentos”, ressaltou o diretor.

Durante o encontro, vão acontecer rodas de diálogo com a equipe gestora estadual, as equipes regionais dos cinco territórios piauienses onde o PVSA atua, além de empresas e instituições que fazem assistência técnica. O encontro também vai contar com a presença de representantes das universidades locais.

Também estão sendo convocados os movimentos sociais específicos de ação das mulheres e para as mulheres; a exemplo da Fetag, Coordenação Estadual Quilombola, Movimento de Pequenos Agricultores e Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais do Nordeste – PI.

"O PVSA está sendo aditivado em recursos e isto significa a ampliação das possibilidades e perspectivas da participação das famílias, onde queremos aumentar a participação das mulheres”, acrescenta a diretora executiva do PVSA, Lúcia Araújo. 

Além dessa, o Piauí vai receber outra missão Fida, entre os dias 21 de agosto e 1º de setembro. Desta vez, será para formar uma comissão que vai definir o plano estratégico referente ao aditivo de R$ 56 milhões para conclusão do projeto.

Da Redação
[email protected] 

 

Imprimir