Cidadeverde.com
Economia

Companhias aéreas retomam voos do Brasil para Flórida após reabertura de aeroportos

Imprimir

As companhias aéreas deram início à retomada de voos do Brasil para a Flórida nesta terça-feira (12), após a reabertura dos aeroportos do Estado norte-americano atingido pelo furacão Irma.

Durante a passagem do furacão, as empresas promoveram campanhas de remarcação de passagens para evitar transtornos maiores, mas devido ao fechamento dos aeroportos, foram impedidas de operar por alguns dias.

Nesta terça-feira, as autoridades norte-americanas anunciaram a abertura parcial dos aeroportos da Flórida, o que permitiu a volta do tráfego aéreo em um dos centros mais movimentados dos Estados Unidos.

A Latam, que teve 34 voos cancelados do Brasil para Orlando e Miami entre 8 e 11 de setembro, informou que "está retomando gradualmente as suas operações em Miami".

A empresa mantém a orientação aos passageiros para que continuem verificando o status de voos marcados até 16 de setembro antes do embarque.
Já a Azul, que opera voos do Brasil para os aeroportos de Fort Lauderdale e Orlando, informou que além do restabelecimento de seus 19 voos semanais, prestará assistência aos passageiros que foram impedidos de retornar ao Brasil.

"A companhia está prestando toda a assistência possível aos seus clientes que foram afetados pelo furacão e os reacomodará em outros voos da empresa para que possam voltar o mais rápido possível para o Brasil", disse a Azul, em nota.

A Delta, parceira da Gol em voos para os Estados Unidos, informou que seu voo agendado entre Guarulhos e Miami para esta terça-feira está confirmado. Em seu site internacional, a empresa afirmou que retomou as operações na Flórida e em Atlanta nesta terça-feira.

A companhia também aumentará o número de voos entre Atlanta e os aeroportos de Tampa, Fort Laurderdale, Orlando e Miami nesta terça-feira.

Representantes da Avianca no Brasil não puderam ser contatados.

Caribe
A Gol, que opera voos para a República Dominicana, informou que suas operações em Punta Cana estão normalizadas e nenhum voo foi afetado. Na semana passada, a companhia chegou a enviar um avião extra, além de outro que já estava programado, que retirou 160 turistas do país antes da chegada do Irma ao Caribe.

 

Fonte: G1

 

Imprimir