Cidadeverde.com
Geral

Whindersson é atacado na web após governo autorizar milhões para filme

Imprimir


O humorista e youtuber piauiense Whindersson Nunes virou alvo de ataques nas redes sociais após a divulgação de que o governo federal, através do Ministério da Cultura, autorizou a liberação de R$ 7,5 milhões para a gravação de um filme que contará a história de sua vida. 

Para se explicar sobre o assunto, Whindersson gravou vários vídeos na tarde de ontem (15), nos Stories do Instagram, e foi categórico ao afirmar que o filme não é dele, mas de uma empresa. "Ai meu Deus, tenho que explicar as coisas que eu nem estou por dentro. O filme não é meu, eu sou apenas o ator. O filme é de uma empresa, a empresa faz o que quiser com ele. Ele ainda nem existe, não tem nem data para ser gravado", afirmou.

Ainda assim, o humorista contou que foi pedir explicações à equipe da Conspiração Filmes. "Eu fui lá falar com o pessoal para entender esses R$ 7,5 milhões e me disseram que o filme tem autorização para captar esses recursos caso precise, mas eles têm parceiros para bancar", ponderou.

Visivelmente contrariado com os comentários em seus perfis nas redes sociais, o youtuber fez duras declarações: "Quanto mais vejo os comentários, mais vejo o quanto o povo tem uma ignorância muito grande. A menina comentou que esse dinheiro tem que ser doado para crianças com câncer. Mas doar o que? Esse dinheiro ainda nem existe. Só foi autorizado captar. Outra dizendo que está decepcionada, que nunca pensou que eu faria isso. Isso o que? A notícia saiu, mas isso não quer dizer que eu aceitei", argumentou.

No final dos vídeos, Whindersson destacou que há uma semana doou R$ 350 mil para uma instituição de apoio a crianças com câncer e que já anunciou diversas vezes que a arrecadação de seu DVD a ser gravado em dezembro será totalmente doada para instituições de caridade. "Mas essa notícia não saiu", lamenta.  

Com mais de 23 milhões de inscritos no Youtube e 13 milhões de seguidores no Instagram, Whindersson é apontado pelo Google como a pessoa mais influente do Brasil. No Youtube, no quesito engajamento, ele aparece atrás apenas do sueco PewDiePie, que tem mais de 53 milhões de inscritos. 

Assista ao vídeo:

 

 

Jordana Cury
[email protected]

Imprimir