Cidadeverde.com
Economia

Alta de impostos vai gerar "concorrência desleal" com Timon, prevê presidente da AIP

Imprimir

Em entrevista ao Cidade Verde Notícias desta quarta-feira (1º), o presidente da Associação Industrial do Piauí, Gilberto Pedrosa, afirmou que a alta na alíquota do ICMS a partir de 2018 pode gerar uma fuga de empresas para o vizinho estado do Maranhão, onde a cobrança de tributos seria menor. Na Manhã desta quarta, o projeto que aumenta impostos foi aprovado na íntegra na Assembleia Legislativa. 

"Nós achamos que vai diminuir o consumo e pode até cair a arrecadação do Governo. Vamos sofrer uma concorrência desleal com a cidade vizinha de Timon (MA)", disse Pedrosa, na Rádio Cidade Verde, ao fazer a comparação com empresas instaladas em Teresina (PI). 

Gilberto Pedrosa classificou o distrito industrial de Timon como o "sonho de consumo dos empresários do Piauí", pelas condições de infraestrutura. "Nós não temos nem asfalto na frente das nossas indústrias. Lá é tudo pavimentado", acrescentou o empresário, reforçando que o aumento de impostos pode levar à mudança de empresas da capital piauiense para o outro lado do rio Parnaíba. 

O presidente da AIP ressaltou que os empresários sempre tiveram um bom diálogo com a atual gestão do Governo do Piauí, com o qual estão batendo de frente pela primeira vez por não aceitarem o aumento de impostos, que deve atingir comunicações, combustíveis e cigarros e derivados. 

Para Pedrosa, o Governo gasta muito com folha de pagamento, sem ter sobra para fazer investimentos em infraestrutura. "É um Estado inviável. O governador é um mero gestor de folha de pagamento", criticou. 

Ouça a entrevista na íntegra:

 

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

Imprimir