Cidadeverde.com
Geral

Ministério Público flagra detento com tuberculose em cela coletiva

Imprimir

O Ministério Público Estadual realizou, nesta semana, uma vistoria na recém-inaugurada penitenciária de Campo Maior. A inspeção da 1º Promotoria de Justiça do município flagrou, dentre outras irregularidades, um detento portador de tuberculose preso em uma cela junto com outros detentos. A doença é infectocontagiosa. 

De acordo com o Ministério Público, o preso estava, ainda, sem ser medicado. A inspeção foi comandada pelo  meio do promotor de Justiça Luciano Lopes Nogueira Ramos, juntamente com o Juiz da 1ª Vara de Campo Maior, Muccio Miguel Meira. 

A vistoria constatou que o presídio tem 160 vagas e possui 97 detentos no momento, não estando com superlotação, e ainda possuindo “um ótimo nível de disciplina entre os presos”.

Segundo o Ministério Público foi averiguado a presença de problemas no prédio, como a falta de funcionamento do setor odontológico, falta de água nas torneiras das celas, colchões finos e inadequados, falta de funcionamento do transformador que impede o funcionamento do raio X e porta detectora de metal, oscilação de energia, ausência de monitoramento por meio de câmeras, ausência de sirene de alarme, dentre outros.

O Ministério Público encaminhou solicitação para a correção dos problemas encontrados ao governador do Estado do Piauí e ao secretário estadual de Justiça.

 

 


Da redação
[email protected] 

Imprimir