Cidadeverde.com
Geral

Em um dia, Plantão de Gênero registra crime bárbaro e quatro boletins

Imprimir


Mulher é esfaqueada na Avenida Frei Serafim (foto: Wilson Filho)

Um dia após ser inaugurado, o Plantão Metropolitano de Gênero registrou o seu primeiro flagrante em menos de 24 horas. A tentativa de feminicídio, na manhã de sexta (09), no Centro de Teresina, de acordo com a coordenadora do Plantão, a delegada Adília Klein, é um alerta para a violência de gênero no Piauí e a necessidade de uma medida para atender com maior rapidez às vítimas. O Plantão está localizado na Central de Flagrantes de Teresina e foi aberto à população no Dia da Mulher, 8 de Março.. 

“A Central de Gênero presta atendimento de emergência. Hoje já tivemos o nosso primeiro flagrante, o procedimento ainda não foi finalizado. Um crime bárbaro, a luz do dia, em uma avenida movimentada e uma das principais de Teresina, o que mostra que a violência contra a mulher não tem dia, hora e lugar, nem previsão; acontece a todo momento”, relatou a delegada, sobre o caso do ex-marido que esfaqueou a esposa enquanto ela trabalhava.  

Boletins de Ocorrência 

Fora o primeiro flagrante, o Plantão chegou a registrar quatro Boletins de Ocorrência em decorrência da violência de gênero. Com relação aos boletins, a delegada informou que o recomendado são as vítimas irem até a delegacia da área e fazer o registro. No entanto, o Plantão poderá sim fazer o procedimento, caso necessário, e depois encaminhar para a delegacia da área do crime. Atualmente, Teresina conta com quatro delegacias: uma zona Sudeste, uma na zona Norte, uma na Zona Sol e uma no Centro. 

“A gente também vai registrar o B.O porque não vamos deixar a vítima sem o atendimento, mas é necessário esclarecer que a Central de Gênero presta atendimento emergencial, e no dia-a-dia é importante às denúncias nas delegacias da área”, explicou a delegada. 

Adília Klein também esclareceu que o número de quatro boletins de ocorrência não condiz com o número geral de procedimentos desta natureza na capital piauiense nas últimas 24 horas, por exemplo, porque muitas mulheres podem ter registrado uma denúncia ou solicitado uma medida protetiva na delegacia da região em que mora. 

Atendimento 

Outro esclarecimento é de que o Plantão Metropolitano de Gênero atende somente as pessoas que se identificam com o gênero feminino, independente se for do sexo masculino ou feminino. 

“Independente de o sexo biológico ser masculino ou feminino, a Central é de Gênero. Caso a pessoa, a vítima, se identifica com o gênero feminino e em razão dessa identificação houve a prática do crime pelo autor”.

O atendimento acontece 24 horas por dia, de domingo a domingo, sem interrupção. Essa é a principal diferença em relação ao serviço anterior, pois funcionava apenas em horários específicos. 

“Agora a vítima terá atendimento 24 horas por dia, todos os dias da semana”, ressaltou a delegada.

A Central de Flagrantes está localizada na Rua Coelho de Resende, s/n - Centro (Sul), Teresina (PI).  

As vítimas também podem entrar em contato pelo aplicativo Salve Maria, disponível nas lojas virtuais para celulares, pelo telefone da Central de Flagrantes (86) 3216-5038 ou por meio da Polícia Militar do Piauí no 190. 


Inauguração do Plantão de Gênero com as presenças do delegado-geral, Riedel Batista, a vice-governadora Margarete Coelho,
o secretário de Segurança, Fábio Novo, e as delegadas Eugênia Vilela e Adília Klein (foto: SSP-PI)

 

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com 

Imprimir