Cidadeverde.com
Vida Saudável

Maquiagem é responsável por 20% dos problemas oculares em mulheres

Imprimir

A maquiagem é um ritual diário para muitas mulheres e o segmento é um dos que mais cresce economicamente no país. Os últimos anos foram acompanhados de um "boom" de lançamentos, investimentos em novas tecnologias para atrair a clientela com preços que atraem os diferentes tipos de bolso.  

Segundo João Carlos Basilio, presidente-executivo da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), o mercado brasileiro de produtos de beleza projeta um crescimento nominal de 7,5% no faturamento em 2018 sobre este ano, equivalente a R$ 118,2 bilhões, impulsionado especialmente pela recuperação econômica.

Com tanta demanda e larga utilização, a área dos olhos é a que mais sofre com a aplicação de produtos como rímel, delineador e sombras, exigindo cuidados essenciais com essa região para evitar danos à visão. De acordo com a Sociedade Brasileira de Oftalmologia, duas entre cada dez mulheres que usam maquiagem apresentam problemas oculares por conta do mau uso dos produtos.

O médico Raimundo Braga, diretor de um importante Hospital de Olhos de Teresina, alerta sobre os cuidados para garantir a saúde dos olhos para as amantes de maquiagem. “É fundamental lembrar de fazer a remoção completa da maquiagem antes de dormir, especialmente dos produtos à prova d’água ”, afirma o médico. “Utilize produtos específicos para essa região, que é a mais sensível do rosto e não esfregue com força para evitar o contato da região ocular com os resíduos da remoção de maquiagem”, orienta o especialista.

Dr. Raimundo Braga, oftalmologista

Raimundo Braga afirma que apenas uma noite pode ser suficiente para deixar os olhos irritados ou até inflamação devido a algum componente presente na formulação destes produtos. Já os cílios podem quebrar durante a noite, caso a máscara não seja completamente removida.

“Não remover a maquiagem pode levar a danos sérios na região ocular, como irritações, inflamações e alergias”, alerta. O hábito de não tirar a maquiagem pode até mesmo ocasionar doenças como a blefarite - inflamação das pálpebras que é provocada pelo uso de cosméticos -, causando irritação, prurido e vermelhidão nos olhos, além de conjuntivites alérgicas ou irritativas, calculoses palpebrais por depósitos de resíduos nas pálpebras, olho seco e ceratites por traumas, causadas principalmente com pincéis e escovinhas de rímel.

Ao menor sinal de irritação, a recomendação do especialista é a suspensão imediata do uso de maquiagem e procurar um especialista para orientar quais cuidados são necessários para restaurar a saúde dos olhos. Na hora de fazer a compra, se certifique de que o produto tenha sido testado dermatologicamente.

Imprimir