Cidadeverde.com
Esporte

Tite esconde o jogo e faz mistério no segundo treino da Seleção

Imprimir

A Seleção Brasileira treinaria completa se não fosse a ausência de Alex Sandro, o lateral-esquerdo sofreu um desconforto muscular e foi cortado da equipe, para o seu lugar, Tite chamou Ismaily, jogador do Shaktar Donetsk, a quem já havia elogiado na coletiva de imprensa que marcou a convocação dos 25 jogadores para os jogos contra Rússia e Alemanha, na semana passada.

Foto -  Fornecido por Goal.com

Bastante focado, o treinador brasileiro encara esses dois jogos como confrontos de Copa do Mundo, até mesmo para encarar a Rússia, seleção teoricamente menos forte que a Alemanha, adversária da próxima semana, Tite resolveu esconder o time nesta fase de preparação e fechou o treino.

Os jornalistas puderam acompanhar apenas 25 minutos de atividade que consistiu no aquecimento dos atletas e um "bobinho", depois disso, o comandante pediu a retirada dos jornalistas que foram direto para a sala de imprensa.

Há uma grande expectativa sobre a equipe, já que o treinadoe tem apenas mais dois jogos antes de divulgar a lista final dos convocados para a Copa do Mundo. Com praticamente cinco "novidades" nesta última convocação, fica no ar a possibilidade de Tite dar minutos para os novatos e poder observa-lós dentro de campo, ou aproveitar a oportunidade para fazet testes naquele que considera o time titular.

Como já admitiu em entrevistas nos últimos meses, o treinador da Seleção observou a queda de rendimento de Renato Augusto e pode testar um novo meio-campo. Com Casemiro e Fernandinho, por exemplo, algo que daria mais poder defensivo ao time brasileiro. No entanto, diante da Rússia é possível que ele teste uma outra formação, com Coutinho mais centralizado, Douglas Costa na vaga de Neymar e Willian entre os 11 iniciais.

Esta seria uma formação mais agressiva ofensivamente e pode ser utilizada principalmente quando o Brasil encarar adversários mais fechados, como na primeira fase da Copa do Mundo. Apesar da possibilidade, Casemiro afirmou durante entrevista coletiva que se sente mais comodo jogando ao lado de Renato Augusto, mas não vê problema caso haja mudança.

"Sabemos que a formação mais entrosada e que está dando certo, é com Renato Augusto e Paulinho, estamos acostumados a jogar juntos, fazemos um trabalho melhor a cada dia, nos entrosamos mais. Com um meia mais à frente temos mais chegada, Coutinho tem mais qualidade, um bom chute de fora da área. 

Não vejo grande diferença no meu trabalho, sei qual é e isso não muda tanto. Jogando com Renato e Paulinho é como estamos acostumados, jogando há bastante tempo, me sinto mais cômodo. Com o Fernandinho fica mais agressivo, com maior poder ofensivo, jogamos alguns minutos assim".

O mistério de Tite é tão grande que nem mesmo os jogadores sabem o que o treinador pretende fazer, Douglas Costa afirmou que ele não comentou absolutamente nada a respeito do substituto de Neymar, principal jogador da equipe e que está fora por conta de uma lesão no pé.

Apesar do frio e do suspense, o clima da Seleção segue bastante descontraído mas ao mesmo tempo com os jogadores bastante comprometidos. Nesta quarta-feira(21), o Brasil volta a treinador, mas toda a atividade será fechada para a imprensa que só vai ter acesso a entrevista coletiva.


Fonte: GOAL

Imprimir