Cidadeverde.com
Geral

Copa 2018: TV lança projeto Cidade Verde Amarela com muitas surpresas

Imprimir


O maior espetáculo esportivo, a Copa do Mundo, se aproxima e o Grupo Cidade Verde - TV, Rádio, Portal e Revista - prepara uma super cobertura com  autêntico sentimento de profissionalismo, amor e respeito ao Piauí e ao Brasil. 

Hoje (23), a emissora lançou no Notícia da Manhã um dos maiores projetos - o  "Cidade Verde Amarela" - com VT, jingle e mostrando os parceiros dessa caminhada rumo ao hexa. Será um trabalho em equipe e com muitas surpresas.  

Ao todo, serão 32 seleções na disputa pela taça, que será entregue ao campeão no dia 15 de julho. Os cabeças de chave foram Rússia - país sede -, Alemanha, Brasil , Portugal, Argentina, Bélgica, Polônia e França. 

Experiência das grandes coberturas esportivas

A TV constrói uma história em campo desde 2010. Foi na Copa do Mundo de 2010 o pontapé inicial. Os desafios para que a cobertura acontecesse foram muitos: idioma, clima, fuso horário e aparato técnico. Tudo superado. Foi na África que a emissora entrou mais uma vez para a história do jornalismo do Estado, se destacando como a primeira emissora local a cobrir uma Copa do Mundo e a realizar a primeira transmissão internacional ao vivo. 

Depois, já em solo brasileiro, foi a vez de dominar o campo e marcar presença em todas as arenas em 2014. A equipe muito solta e bem entrosada com o mundo futebolístico, trabalhou arduamente durante sete meses. O hexa não chegou, mas assim como a Seleção Brasileira, toda a equipe cresceu.

Muitas outras coberturas internacionais aconteceram na última década. Por meio da série "Do Piauí para o Mundo", por exemplo, a TV Cidade Verde já marcou presença em torneios e campeonatos na França, Áustria, Japão, Croácia, Peru, Canadá e Rússia. 

Isso sem falar das duas últimas Olimpíadas que aconteceram em Londres e no Brasil, em 2016. 

Cobertura jornalística integrada 

O Grupo Cidade Verde está unido. TV, Revista, Rádio e Cidadeverde.com estão integrados em nome de uma grande cobertura jornalística. Essa atuação estratégica vai possibilitar uma comunicação mais incisiva e de enorme visibilidade. 

Haverá boletins, quadros especiais e os programas jornalísticos vão repercutir o dia a dia mostrando expectativas, preparativos, resultados. Tudo com o olhar e o nosso jeito bem piauiense.

Os donos das chuteiras: Herbert Henrique, Dídimo de Castro, Joelson Giordani, Nadja Rodrigues, Fábio Lima, Fenelon Rocha, Cláudia Brandão e tantos outros que ajudarão na cobertura.

Para Dídimo de Castro, um dos jornalistas esportivo de maior experiência no Estado, ressaltou que o projeto é mais um grande momento para o grupo Cidade Verde.

"Não tenho dúvida que será um sucesso. Teremos a união do trabalho competente de toda equipe e a Seleção Brasileira com possibilidades reais de lutar pelo título. Depois da frustração do 7X1, agora a possibilidade é melhor, a preparação da equipe está bem feita, a seleção conquistou a eliminatória sul americana com sobras, jogou muito bem, tem um novo comando técnico, tem novos jogadores e os resultados são bem animadores".

O diretor-presidente do Grupo Cidade Verde, Jesus Tajra Filho, destacou que o projeto Cidade Verde Amarela será realizado de forma integrada e usando todas as plataformas de comunicação.  

"Estaremos na Rússia levando nosso olhar piauiense. Será uma Copa das mídias virtuais, mas também de uma cobertura que se preocupa com os detalhes e que leva emoção aos telespectadores. Se existe o futebol arte tão associado ao Brasil, há também o jornalismo arte feito com paixão pelo Grupo Cidade Verde". 

A jornalista Cláudia Brandão, editora-chefe da Revista Cidade Verde, revelou que haverá edição especial e encartes contendo histórias das copas anteriores.

"A Revista Cidade Verde entra em campo e traz aos leitores todas as informações sobre a Copa do Mundo na Rússia. A partir da próxima edição, teremos um encarte especial com as principais informações sobre as tabelas, jogos, jogadores e as cidades onde o Brasil vai se apresentar. Um fascículo para ler e colecionar."

A Rádio Cidade Verde, um ano após sua reinauguração, vai participar do Cidade Verde Amarela pela primeira vez e apresentará aos ouvintes um conteúdo diferenciado.

"O Grupo Cidade Verde tradicionalmente faz uma cobertura especial da Copa, e a Rádio Cidade Verde entra em campo como um reforço de peso. Nos nossos jornais e ao longo da programação da 105,3, teremos boletins diários com notícias e curiosidades das seleções que vão participar do mundial. Isso tudo sem contar um programa especial para comentar os jogos do torneio", acrescenta Fábio Lima, editor de esportes da rádio. 

Fenelon Rocha, que coordena a Rádio Cidade Verde ressaltou que "nada escapará aos que vão estar com a Cidade Verde nesse que é o maior evento esportivo no planeta este ano”. 

"A cobertura Cidade Verde é a soma de olhares diversos, com boas histórias que falam da trajetória de todas as Copas e análises que permitem enxergar os passos de cada seleção, de cada craque na Rússia. Vamos estar presentes. É vamos estar em sintonia com o sentimento de cada brasileiro, que sonha com mais uma taça. Queremos ser a mais completa cobertura de uma emissora regional. Vamos nos empenhar para fazer os nossos públicos se sentir à beira do gramado de cada estádio da Copa, em especial daqueles onde a Canarinho estará", disse Fenelon Rocha.   

No Cidadeverde.com será lançado um hot site, além de editoria especial da copa e reportagens sobre a seleção brasileira. O internauta poderá acompanhar tudo pelo CVPLay ou pela rede social da emissora. 

Cidade Verde direto da Rússia

Além do time da "casa", a TV contará também com jornalistas que estarão à frente do projeto diretamente da Rússia. 

Michele Wadja

Michele Wadja – chega para um time feito por camisas 10 com larga experiência internacional. Esta pernambucana é jornalista atuante no Brasil e em outros continentes. Em Barcelona cobriu competições esportivas importantes, como o Campeonato Espanhol, a Copa do Rei e a Liga dos Campeões. Na Alemanha trabalhou na cobertura da Copa do Mundo de Futebol de 2006 para rádios e produziu uma série de 12 reportagens especiais sobre as cidades-sedes do Mundial de futebol. Na Copa do Mundo da África do Sul também produziu um trabalho semelhante com a produção de 12 programas para a TV Cidade Verde. As reportagens exploravam os preparativos das cidades-sede, estádios, a cultura sul-africana, dicas de turismo, passeios e claro, a expectativa dos brasileiros no continente africano.

Pedro Canísio

Pedro também é goleador experiente. Como a jornalista Michele Wadja, também trabalhou em algumas emissoras nordestinas. Foi produtor, repórter e apresentador. No SportTV e Premiere FC Pedro narrou competições importantes para todo o país, além da PFC internacional. Também trabalhou em importantes eventos esportivos como a Copa das Confederações, em 2013, e a Copa do Mundo do Brasil, em 2014. Em 2016, foi correspondente internacional dos Canais Esporte Interativo em Roma, na Itália. Foi lá que ele sentiu de perto a atmosfera da Lida dos Campeões da Europa e da Eurocopa, onde cobriu a repercussão dos torcedores italianos. Depois da passagem pela Europa, também foi narrador e apresentador do canal da Turner, no Rio de Janeiro. Hoje tem um canal no Youtube sobre turismo e futebol. Agora, com mochila e bola, entra para o Cidade Verde Amarela.

 

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Imprimir