Cidadeverde.com
Geral

Operação: sobe para 22 o número de prisões por furto e adulteração de combustível no PI

Imprimir

Atualizada às 12h34

Três pessoas suspeitas de participar do esquema de furto e adulteração de combustível no Piauí se entregaram na noite de ontem (23) na superintendência da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Eles chegaram à sede acompanhada por advogados. Os presos vão prestar depoimento hoje na sede do Greco, na zona Leste de Teresina. 

O superitendente da PRF, Welendal Leal, confirmou que com essa entrega o número de prisões aumentou para 22 pessoas presas durante a Operação Estanque. "A operação continua e vamos dar cumprimento aos mandados que surgirem. No momento, dos mandados que tínhamos há apenas um foragido. Foram 22 prisões". 

De acordo com o inspetor Teive, após se entregarem, os suspeitos foram levados para o Instituto de Medicina Legal para fazer exames de corpo de delito e depois foram encaminhados para o sistema prisional. Ele informou que ainda há mandados de prisão a serem cumpridos, ou seja, mais pessoas poderão ser presas por participar do esquema.

As prisões fazem parte da Operação Estanque deflagrada na manhã de quarta (24) em parceria da PRF, Ministério Público Estadual, Ministério Público do Trabalho e Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Durante a operação foi apreendido cerca de 35 mil litros de combustível (gasolina, diesel, álcool) e cinco caminhões tanques.

O coordenador da Gaeco, promotor Rômulo Cordão, explica como funcionava o esquema: “o combustível de Teresina vem do terminal de São Luís por trem ou transporte rodoviário.  Na rodovia, nesse trajeto os caminhoneiros paravam os veículos para fazer a primeira subtração do combustível. Já em Teresina, dentro da garagem da transportadora era mais uma vez furtado e adulterado com produtos (água, soda cáustica).  Nesse segundo momento havia muita vezes com a condolência dos donos das transportadoras. Quando o combustível dessa transportadora para os postos de gasolina sofria uma nova adulteração”.

Antes da gasolina ser adulterada, uma subtração era feita antes. A gasolina pura desviada era vendida pela metade do preço média nos postos de gasolina, cerca de R$ 2,50. De acordo com a investigação, o furto ocorria com a conivência da direção das transportadoras. 


Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com 

  • prf6.jpg Gabriel Paulino
  • prf5.jpg Gabriel Paulino
  • prf4.jpg Gabriel Paulino
  • prf2.jpg Gabriel Paulino
  • f957c89d-2d27-4d2e-bb41-b0d87acb2283.jpg Gabriel Paulino
  • cd1b703c-c239-4b64-b4d3-0b661646a191.jpg Gabriel Paulino
  • c761419a-90c3-45e7-981b-930bfe444f1f.jpg Gabriel Paulino
  • a58f0a02-000e-4ab2-9355-2db735b2e5c1.jpg Gabriel Paulino
  • 626bd8ee-6353-4d8c-8145-a8533dcaa135.jpg Gabriel Paulino
  • 85a5a599-d874-41d5-a889-a9320739cf4d.jpg Gabriel Paulino
  • 31f98cbf-1874-4d56-bcf3-460608d40930.jpg Gabriel Paulino
  • 29e6d2c0-cb1c-4974-9380-df335116defa.jpg Gabriel Paulino
  • 6c814398-6a5a-4270-87d4-6a90187b8739.jpg Gabriel Paulino
  • 3f98470e-2403-464f-886a-0b6190eadb03.jpg Gabriel Paulino
  • caf08704-ce42-4448-a0a6-03d10293a15a.jpg Gabriel Paulino
  • 75740410-5e70-4e69-8109-58001ed1f688.jpg Gabriel Paulino
  • 486dae36-cdc0-4966-b9d8-0d08c33bbfc3.jpg Gabriel Paulino
  • 098ef03f-fb39-427e-b62a-8bccbbf1e3e3.jpg Gabriel Paulino
  • 68b7682a-d687-4bfa-a952-7877ee6ab62c.jpg Gabriel Paulino
  • 6b346558-b702-46d7-8afb-92f73641fb69.jpg Gabriel Paulino
  • 3c2581bf-3e51-4eee-816d-fed6977e812f.jpg Gabriel Paulino
  • 1e94ec75-9635-48a5-b470-e76da61eb208.jpg Gabriel Paulino
  • e8dc3785-c31c-4208-b09c-20401969614a.jpg PRF
  • df579934-2eab-4f8c-9fee-c577f679362b.jpg PRF
  • d5d654e7-3d70-420e-902b-eed1a25ca00e.jpg PRF
  • 6330d5a2-f128-42c4-b0fd-ed5e19d6904f.jpg PRF
  • 6e36ce03-b34e-4387-8cf9-b19e6b45d38a.jpg PRF
  • f099a870-1031-4404-8136-c67dd5608027.jpg Gabriel Paulino
  • dca19824-e484-43ef-aa19-77daa7852035.jpg Gabriel Paulino
  • b373eab5-93af-4783-847d-81beaeca4704.jpg Gabriel Paulino
  • 49b7f1cc-19dd-48f5-b435-abaa9d0f05c7.jpg Gabriel Paulino
Imprimir