Cidadeverde.com
Política

João Mádison defende Pablo Santos para vice de Wellington Dias

Imprimir
  • teje.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • marcelo.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • tei.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • te2.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • te3.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com

Se o entrave para o MDB ficar com a vaga de vice é o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, Themístocles Filho, o deputado estadual João Mádison já tem uma solução: a indicação de outro nome do seu partido para o cargo. Neste caso, na opinião do parlamentar, o mais indicado seria o deputado Pablo Santos, que comandou a Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh).

"Se não fosse o Themístocles, eu indicaria o Pablo", disse Mádison ao Cidadeverde.com. 

Apesar da preferência pelo colega, João Mádison ressalta que qualquer um dos deputados do MDB estão aptos para ocupar o cargo.

"Tem muito nome bom. Tem o Pablo, tem o Santana, tem o Severo. São nomes bons. Eu não vou, pois o Assis não gosta de mim. Mas destes aí pode ser qualquer um", destacou.

Segundo João Mádison, o MDB ainda não desistiu de ficar com a vaga de vice. "Estamos amadurecendo as decisões. Vamos discutir se indicaremos outro nome. O MDB continua trabalhando pela vice", finalizou.

Após tomar conhecimento pelo governador da proposta de trocar a vaga de vice do MDB por uma ao Senado, o partido fez uma reunião de emergência durante a manhã desta quarta-feira, que terminou sem acordo. A decisão oficial da sigla se aceita a proposta será anunciada somente nesta quinta.

Hérlon Moraes e Lidia Brito
redacao@cidadeverde.com

Imprimir