Cidadeverde.com
Geral

Estudo aponta que saída temporária de presos não aumenta criminalidade, afirma juiz

Imprimir

Foto: Arquivo/ Cidadeverde.com

Um estudo revelou a saída temporária de presos em regime semiaberto não aumenta a criminalidade em Teresina. O resultado foi divulgado pelo titular da Vara de Execuções de Teresina, juiz José Vidal, do Tribunal de Justiça do Piauí.

Em entrevista ao Cidadeverde.com, o juiz explicou que o estudo foi uma análise dos dados da Polícia Militar do Piauí em relação aos detentos beneficiados e os crimes praticados durante o período da saída temporada. Neste ano, foram realizadas duas saídas: uma no dia das mães e uma na semana santa.

De acordo o magistrado, o estudo englobou os meses o primeiro semestre de 2018, referente aos meses de janeiro a junho. "A Polícia Militar faz o controle das comunições de crimes, que eles recebem diariamente. Nós solicitamos ao Comando de Operações da PM, e nos forneceu os dados, de primeiro de janeiro a 30 de junho, por dia. Com essas informações, nós alisamos os dias de saída temporária e os dias que não havia saída. Então, constamos que não havia aumento das comunicações de crime no períoda da saída temporária. Pelo contrário, houve uma pequena redução", explicou. 

“Na última saída temporária, por exemplo, dos 388 beneficiados, 99% retornaram para o presídio. Apenas uma pessoa foi acusada de praticar crime”, acrescentou o juiz. 

O juiz ressalta que apenas os detentos do regime semiaberto são beneficiados com a saída; já os que se encontram em regime fechado ou são presos provisórios não o são. 

Para José Vidal, as saídas temporárias são importantes instrumentos para ressocialização do preso.
 

Carlienne Carpaso
redacao@cidadeverde.com 

Imprimir