Cidadeverde.com
Esporte

Goleiro argentino é assassinado em porta de boate; outro jogador é suspeito

Imprimir

O goleiro Facundo Espíndola, de 25 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira após receber uma facada no peito. O ex-arqueiro de River Plate e Lanús se envolveu em uma briga na saída de uma boate, em Hurlingham, na região metropolitana de Buenos Aires, e o ex-atacante Nahuel Oviedo é um dos acusados do crime.

De acordo com o jornal argentino Olé, a confusão começou por volta das seis horas da manhã locais em frente a uma boate. Depois de terem trocado socos e pontapés, Espíndola foi golpeado por uma faca no peito e não resistiu aos ferimentos, vindo a falecer. Ainda segundo o periódico, Oviedo saiu em um carro branco, mas foi capturado depois junto ao cúmplice. Os dois foram acusados de homicídio simples.

Esta não foi a primeira vez que Nahuel Oviedo se envolveu em um crime. Em 2011, ele foi condenado a três anos de prisão por roubo de residência e, em 2013, detido por agredir uma mulher policial.

Facundo Espíndola começou nas categorias de base de River Plate e Lanús, antes de se juntar ao Club Almagro, em Buenos Aires. Nele, fez sua estreia profissional e integrou a equipe por três anos. Em 2017, ele foi contratado pelo Atlético Uruguay, que postou uma mensagem de apoio aos familiares após a morte do goleiro.


Fonte: ESPN

Imprimir