Cidadeverde.com
Geral

Bebê mordido pelo pai deverá ir pra abrigo próxima semana

Imprimir

O bebê que foi agredido a mordidas pelo próprio pai deverá ser encaminhado para um abrigo. A juíza da Vara da Infância e da Juventude de Teresina, Maria Luiza de Moura Melo, decidiu nesta quarta-feira (01) que o bebê foi agredido a mordidas pelo pai seja encaminhado para um abrigo. A decisão da juíza também abrange as duas irmãs.

O bebê, que agora está com 4 meses, teve o lábio inferior completamente arrancado e marcas por todo o corpo e permanece internado no Hospital de Urgências de Teresina (HUT) desde o dia do ocorrido. O crime aconteceu no dia 14 de abril na casa do casal, no Parque Vitória, zona sul de Teresina.

O III Conselho Tutelar da Zona Sul, que acompanha o caso, informou que já aguardava a decisão da juíza, uma vez que o pai permanece preso e a mãe, por diversas vezes, deixou o bebê no hospital sem prestar os devidos cuidados. A previsão é que na próxima semana as crianças sigam para o abrigo e permaneçam até o desenrolar do caso.

"Fomos informados da decisão e vamos por conta da resolução da juíza. Acredito que na próxima semana o hospital irá liberar o bebê, após a juíza mandar notificar e realizar os procedimentos para levar as crianças para o abrigo", disse Maria do Carmo Brás, Conselheira Tutelar.

Os relatos de maus tratos com a criança foram encaminhados à Justiça no relatório feito pelo Conselho Tutelar. A mãe chegou a deixar a filha aos cuidados de parentes no hospital durante o tratamento. O conselho relatou que houve negligência por parte da mãe. 

O pai da criança foi indiciado por quatro crimes: tentativa de homicídio, ameaça, lesão corporal e difamação. O homem, identificado como Francisco, desconfiava que o filho não era seu. Com a ida das crianças para o abrigo, a família tem apenas o direito de visitar.

 

Rodrigo Antunes
[email protected]

Imprimir