Cidadeverde.com
Geral

Justiça devolve carro de capitão acusado de matar Camilla Abreu

Imprimir

A juíza Maria Zilnar Coutinho Leal, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, autorizou a devolução do veículo modelo Corolla para o capitão da Polícia Militar, Allisson Wattson. O carro foi usado pode ele para transportar o corpo da estudante Camilla Abreu até o local onde foi deixado, na zona rural de Teresina. Ela foi morta com um  tiro na cabeça no dia 31 de outubro do ano passado.

A magistrada não acolheu o pedido de indeferimento feito pelo Ministério Público Estadual, que alegou não ser comprovada a propriedade do veículo, bem como a possível necessidade de realizar outras perícias.

"O veículo já foi periciado e o laudo pericial já foi acostado aos autos da ação penal competente", disse a juíza na decisão.

Ela ressaltou ainda que o promotor do caso não esclareceu que elementos faltam do laudo já acostado aos autos, que demande a realização de perícia complementar e inviabilize a restituição da carro.

"Isto posto e considerando que inexiste motivo legal para que o veículo descrito na inicial, permaneça apreendido, autorizo a sua restituição ao requerente, mediante termo nos autos", decidiu.

A mesma juíza já havia decidido que o capitão vai a júri popular pelo assassinato da estudante. O corpo de Camila Pereira Abreu, 21 anos, foi encontrado no povoado Mucuim, na zona rural de Teresina, no dia 31 de outubro do ano passado. 

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Imprimir