Cidadeverde.com
Esporte

Brasil vence Sérvia por 3 a 0 e chega à quinta final seguida no Mundial de vôlei

Imprimir
  • brasil-servia-mundial-volei-semifinal-10.jpg Fotos: FIVB
  • brasil-servia-mundial-volei-semifinal-9.jpg Fotos: FIVB
  • brasil-servia-mundial-volei-semifinal-8.jpg Fotos: FIVB
  • brasil-servia-mundial-volei-semifinal-7.jpg Fotos: FIVB
  • brasil-servia-mundial-volei-semifinal-6.jpg Fotos: FIVB
  • brasil-servia-mundial-volei-semifinal-5.jpg Fotos: FIVB
  • brasil-servia-mundial-volei-semifinal-4.jpg Fotos: FIVB
  • brasil-servia-mundial-volei-semifinal-3.jpg Fotos: FIVB
  • brasil-servia-mundial-volei-semifinal-2.jpg Fotos: FIVB
  • brasil-servia-mundial-volei-semifinal-1.jpg Fotos: FIVB

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

A seleção brasileira masculina de vôlei se classificou pela quinta final consecutiva em Mundiais, neste sábado (29), ao derrotar a Sérvia na semifinal por 3 a 0 (25-22, 25-21 e 25-22), em Turim, na Itália. O Brasil tentará o tetracampeonato do torneio que ocorre a cada quatro anos.

Às 16h15, Polônia e EUA se enfrentam para decidir a outra vaga na final. O vencedor joga contra o Brasil no domingo (30), com transmissão do SporTV 2 a partir das 15h45 (de Brasília).

Atual campeã olímpica, a seleção brasileira alcançou sua sexta decisão geral em Mundiais. A primeira foi em 1982, com derrota para a União Soviética. A equipe retornou à final apenas em 2002, já durante a Era Bernardinho, e conquistou o tricampeonato consecutivo naquele ano e em 2006 e 2010. O segundo vice veio em 2014, com derrota para a Polônia.

Neste ano, o Brasil havia ficado com a quarta colocação na Liga das Nações e chegou ao Mundial sob desconfiança. Porém, a campanha da equipe foi sólida até a decisão. Os problemas aconteceram fora da quadra, com a CBV (Confederação Brasileira de Vôlei) proibindo expressões políticas após alguns jogadores supostamente se manifestarem a favor do candidato à presidência Jair Bolsonaro, do PSL.

O técnico Renan Dal Zotto também causou polêmica ao jogar uma bola na quadra durante o andamento de um ponto na partida contra a Rússia. O técnico cumpriu suspensão no jogo diante dos EUA.

Contra a Sérvia, o Brasil foi dominante desde o início do jogo. A Sérvia conseguiu equilibrar as ações apenas no início do terceiro set, mas o Brasil retomou a liderança e evitou um quarto set.

 

Imprimir