Cidadeverde.com
Geral

"Mais ação, menos falação", desabafa Baretta após 11 mortes no fim de semana

Imprimir

Foto:Cidadeverde.com

"Mais ação, menos falação". Esse é o desabafo do coordenador da Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa ( DHPP), Francisco Costa, o Baretta, após 11 homicídios em Teresina no fim de semana. 

Dos assassinatos registrados, dois foram latrocínios (roubo seguido de morte). No bairro Cidade Jardim, na zona Leste, Onésio Lima de Oliveira foi morto em um bar durante um assalto. Já na zona Sul, um estudante de Medicina foi morto na parada de ônibus. 

"Foram muitas mortes. Mas cabe ressaltar, que a Polícia Civil, através do DHPP, está fazendo sua parte, mas é preciso que tenha a prevenção, pois a Polícia Civil só corre atrás do prejuízo. Queria eu ter mais autoridade legal para colocar policiais nas ruas para fazerem o policiamento ostensivo. É preciso mais ação, menos falação", desabafa Baretta. 

Matéria relacionada: Teresina registra três homicídios em 10h; um deles mãe presencia morte do filho

O delegado alerta para o crescente número de furtos e roubos e diz: "é uma situação preocupante até porque a pessoa que comete um assalto está a um passo de cometer um latrocínio  que tem como resultado a morte", acrescenta o delegado.  

Ele cita, por exemplo, o latrocínio no bairro Cidade Leste no qual, momentos antes do crime, os suspeitos haviam feito outra vítima, que foi alvejada com um tiro na cabeça.  

"A Polícia Civil tem que investigar, prender e mandar pro Judiciário, mas não pode fazer policiamento ostensivo" , frisa Baretta.

 

Flash Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com 

Imprimir