Cidadeverde.com
Geral

Duplicação da BR-343 deverá ser retomada após período chuvoso

Imprimir

As obras de reestruturação nas BRs 343 e 316 deverão continuar  sob responsabilidade do Governo do Estado. Isso porque o DNIT local mostrou-se favorável ao convênio assinado ainda em 2012, que se prolonga até hoje e poderá ser renovado.

A informação foi confirmada pelo superintendente do DNIT no Piauí (Departamento Nacional de Insfraestrutura de Transporte), Ribamar Bastos, em entrevista ao Jornal do Piauí, nesta quarta-feira (28).

Ele também declarou que o Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí (DER) anunciou que uma empresa fará uma manutenção prevetiva nos trechos considerados mais críticos da BR 343, devido a proximidade do período chuvoso, enquanto a contratação da nova empresa não ocorre para a conclusão das duplicações. 

Convênio 

Sobre a problemática em finalizar as duplicações, o superitendente arumentou que, "na verdade, a dificuldade está de fazer investimento porque a BR está sob concessão para o DER, em um convênio com o Governo do Estado. E isso impossibilita do DNIT fazer investimento neste segmento da obra. Esse é um convênio assinado ainda em 2012, se arrastou até 2014 e nós estamos e 2018. Já se passaram seis anos e as obras da 343 estão paralisadas e da 316 no ritmo muito lento". 

Os pontos críticos da BR 343, que está a cargo da DER, na saída de Teresina no sentido de Altos, são dois: em frente ao Mirante dos Lagos e em frente a uma empresa de aparelhos eletrônicos. 

"A nossa preocupação é que as obras estão paralisadas. A primeira empresa contratada por dificuldade financeira rescindiu o contrato. O DER chamou a segunda colocada, que é uma empresa do Ceará, a empresa veio, executou parte do serviço e também abandonou o trecho alegando que o DER não teria dado as informações necessárias do projeto e atraso de pagamento".  

"O que aconteceu ontem é que nós havíamos solicitado do Governo do Estado que ele se manifestasse pelo interesse ou não do convênio, que vence agora dia 10 de dezembro. Ontem, o Governo do Estado nos oficializou pela intenção de renovar esse convênio. Nós encaminhados o plano de trabalho para Brasília, no DNIT Sede, para ser analisado com a nota técnica do Dnit local com o parecer favorável pela prorrogação, até porque o recurso é do Estado", explicou . 


Foto: Graciane Sousa/ Cidadeverde.com

 

Manutenção Preventiva

O superintendente informou que recebeu, nesta quarta-feira (28), a informação por parte do DER que haverá uma empresa contratada para dar manutenção nos trechos rodoviárias de sua malha deslocada para os trechos mais críticos da BR, concentrando esforços nesses locais, para que não ocorra um novo rompimento, como na BR 343.

"É preciso fazer manutenção preventiva e corretiva na proporção que for chovendo e aparecendo alguma erosão. A empresa vai lá e corrige para segurar a obra até passar esse inverno e o DER tenha contratado a nova empresa ou chamada a terceira (da licitação anterior), e volte a executar a solução definitiva, que é a duplicação", disse Ribamar. 

A entrevista completa com o superitendente do DNIT-PI está disponível no vídeo acima e no aplicativo CVPlay.

DER

Em material divulgado nesta tarde, o diretor-geral da DER, Castro Neto, declarou que a população pode ficar tranquila. "Vamos colocar a empresa de conservação, justamente, para que não haja problema de desmoronamento", afirmou. A obra de manutenção deverá durar dois meses, período em que a nova empresa assumirá a obra de duplicação. Também haverá a sinalização de alguns trechos.  

Sobre os conratos, o diretor afirmou que está sendo feito a rescisão contratual, "apesar de ser uma questão jurídica, estamos correndo para que seja o mais rápido possível e que possamos dar essa resposta para a população ainda no mês de dezembro”, finalizou. 

 

 

Carlienne Carpaso
Com informações da TV Cidade Verde e Governo do Piauí

[email protected] 

Imprimir