Cidadeverde.com
Geral

Mulher arrastada por correnteza é encontrada morta no zona Sul de Teresina

Imprimir

Atualizada às 11h30

O Corpo de Bombeiros localizou por volta as 10h desta segunda-feira (10) o corpo de uma mulher que foi arrastada pelas correntezas da água da chuva, no residencial Torquato Neto, zona Sul de Teresina.  A mulher foi identificada como Carla Daniela Moraes Rodrigues, de 32 anos. 

De acordo com os Bombeiros, essa seria a primeira morte registrada em decorrência das chuvas neste ano em Teresina. O corpo foi encontrado com a ajuda de populares próximo à Estação de Tratamento de Esgoto, de bruço e por baixo de lixo e matagal.

O sargento Gilvado Oliveira informou que o corpo estava repleto de entulho. Do ponto onde a mulher foi vista pela última vez até onde ela foi encontrada o Corpo de Bombeiros acredita que foi arrastada por 1.500 metros. 

Populares relataram que a vítima é natural de Bacabal (MA) e estava em casa de familiares no bairro Torquato Neto. Ela saiu da residência para ir a um comércio quando a chuva já tinha acabado. “Mesmo assim havia muita correnteza e ela foi levada”, conta a dona de casa Maria do Carmo. 

O sargento do Corpo de Bombeiros pede à população que evite sair de casa no período de chuva. O Instituto de Medicina Legal (IML) foi acionado para remoção do corpo. 

Veja também:

Mulher morta em correnteza da chuva tinha 5 filhos e visitava Teresina


Identidade da vítima (foto: arquivo pessoal)

Moradores: tragédia anunciada 

O assistente administrativo Ismael Junior disse que a morte de Carla era uma “tragédia anunciada”. “Aqui, quando chove, a água sobe até três metros. Ontem até em apartamento a  água entrou. Aqui a gente vive sem prefeito”, critica Ismael. 

Outro morador, também de nome Ismael, afirma que já sabia que um dia alguém morreria por conta dos alagamentos na região.  “A gente já sabia que ia acontecer. Alertamos o poder público antes do começo do período chuvoso. É um absurdo, aqui tem muita criança”, conta o morador. 

Os moradores afirmam que a Caixa Econômica e a prefeitura construíram as casas e apartamentos do residencial em áreas de risco. 

“Há decisões da Justiça mandando suspender o pagamento das parcelas das casas por conta disso”, afirma o assistente administrativo Ismael. Na manhã de hoje (10), enquanto as buscas pelo corpo de Carla eram feitas, vereadores de Teresina realizaram visita à região. 

O vereador Neto do Angelim disse que vai solicitar reforço da Defesa Civil e da Polícia Militar. O parlamentar afirmou que pedirá à prefeitura uma cota extra para SDU para que sejam feitos reparos emergenciais na região. 

O vereador Gustavo Carvalho disse que vai trabalhar para que medidas emergenciais sejam feitas no Torquato Neto enquanto a licitação de uma galeria fica pronta. 

O superintendente executivo da Sdu SUL também esteve no local e disse que vai colocar máquinas na região para fazer limpeza e pequenos reparos na região. Ele informou que o projeto da construção de galeria já está em licitação. A obra esta orçada em R$64 milhões. 

A obra de drenagem chamada de PA31 contemplará a construção de dois tanques de retardo, que tem como função reduzir a velocidade da Água. “Também serão feitos tanques interligados por canais que vão desaguar no Rio Poti”, informou.  Após o término da licitação há um prazo de 60 dias para início das obras.


Atualizada às 9h40


Uma equipe do Corpo de Bombeiros está neste momento no Residencial Torquato Neto realizando buscas por uma mulher que teria sido arrastada pelas correntezas da chuva. Um mergulhador está em um córrego da região. A área ao redor do córrego tem muito matagal e é de difícil acesso. 

Muitos populares acompanham o trabalho dos Bombeiros. Os moradores relataram ao Cidadeverde.com que a chuva que caiu na noite de ontem (09) deixou a rua alagada. 

Matéria Original

Uma mulher desapareceu ao ser arrastada pela correnteza da água da chuva em Teresina. O caso ocorreu ontem (09) no Residencial Torquato Neto, na zona Sul da capital. O Corpo de Bombeiros foi acionado e informou que as buscas serão retomadas na manhã desta segunda-feira (10). 

Vídeos gravados por celular mostram a situação de  moradores do residencial. 

"Olha como estão as casas aqui! não pode dar uma chuva é desse jeito aqui. Vergonha, você dizer que tem escoamento de água no Torquato Neto. Tudo alagado", disse um morador que teve a casa totalmente alagada. 

No residencial Mário Covas, também na zona Sul, um flagrante mostra duas pessoas tentando salvar um homem que estava sendo arrastado pela enxurrada juntamente com sua motocicleta. 

 

CHUVA NO INTERIOR

As fortes chuvas também atingiram a população de municípios no interior do estado. Imagens mostram como ficou a casa de uma idosa de 90 anos na cidade de Barras. A água invadiu todos os cômodos, danificando móveis. Moradores contam que já acionaram a prefeitura da cidade para resolver o problema, mas nada teria sido realizado.

 

Flash Izabella Pimentel
Graciane Sousa Com informações Notícia da Manhã
[email protected]

  • dfgggg.jpg Izabella Pimentel
  • dffff.jpg Izabella Pimentel
  • ertt.jpg Izabella Pimentel
  • Untitled-11.jpg Izabella Pimentel
  • tht.jpg Izabella Pimentel
  • ghghgh.jpg Izabella Pimentel
  • chuva_iza_pi.jpg Izabella Pimentel
Imprimir