Cidadeverde.com
Economia

Educação Profissional no PI facilita acesso ao mercado de trabalho

Imprimir

 Foto: Seduc-PI

O Governo do Estado vem ampliando o acesso aos cursos técnicos nas escolas estaduais por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) está consolidando a Rede Pública de Ensino, na perspectiva da Educação Profissional Técnica, preparando ainda mais esse aluno para o mundo do trabalho e atendendo às demandas locais e dos arranjos produtivos.

No Piauí, a Seduc oferta cursos nos 224 municípios, em quatro modalidades de Ensino Técnico alcançando 41.488 alunos. São mais de 32 cursos oferecidos em áreas diversas que abrangem recursos naturais, ambiente e saúde, controle e processos industriais, gestão e negócios, informática e comunicação, produção cultural e designer, infraestrutura e segurança.

A Rede Estadual de Educação Profissional oferece o Ensino Técnico Concomitante (o aluno cursa o Ensino Médio em um turno e o Profissionalizante em outro) para 3.299 alunos, via Pronatec, e para 15.589 alunos por meio da mediação tecnológica em 187 cidades. Já na modalidade subsequente (para quem já se formou no Ensino Médio) são 559 alunos e no Ensino Técnico Integrado (turmas mistas com Ensino Médio e Profissionalizante) as turmas compreendem 22.041 alunos atendidos.

Segundo o secretário de Estado da Educação, Hélder Jacobina, a meta do Governo do Estado é possibilitar à população o acesso a cursos profissionalizantes que preparem o jovem para o mercado de trabalho. "Os estudantes dispõem de uma escola moderna, com uma estrutura que vai promover mais qualidade à educação, além de conforto para os alunos, professores e funcionários. Estamos, e continuaremos, trabalhando para que nossos alunos tenham um ensino técnico de qualidade e saiam preparados para o mercado", afirmou a secretária.

Investimentos

A proposta de ampliação da oferta de Educação Profissional nas escolas estaduais obedece às metas e estratégias previstas no Plano Nacional de Educação e perpassa pelo aprimoramento na estrutura das escolas públicas estaduais.

"O Governo do Estado tem proporcionado este olhar qualificado na Educação Profissional dando ênfase à questão dos laboratórios. Adquirimos muitos laboratórios, como de agropecuária, agroindústria, segurança do trabalho, mecânica automotiva e metrologia, Esses equipamentos são importantes para a educação funcionar com a qualidade desejada", pontuou a diretora da Unidade de Educação Técnica e Profissional (UETEP/Seduc), Adriana Moura.

A Seduc realizou também investimentos na infraestrutura escolar ampliando a oferta do ensino técnico com 65 escolas de Educação Profissional e 16 escolas Família Agrícola. Foram inaugurados dois complexos educacionais com capacidade para atender até mil alunos do Ensino Médio Integrado, ofertando cursos técnicos profissionalizantes, nos turnos manhã, tarde e noite. Na região do grande Dirceu, em Teresina, foi entregue, no início de 2017, o Centro Estadual de Educação Profissional José Pacífico de Moura

Neto e, em Esperantina, o novo Centro Estadual de Educação Profissional Leonardo das Dores, inaugurado em 2016.

Os Centros contam com doze salas de aula, seis laboratórios básicos (Física, Biologia, Matemática, Química e dois de Informática), auditório (com capacidade para 200 pessoas), biblioteca, teatro de arena, área de convivência (refeitório, cozinha, quadra poliesportiva coberta), além de dois grandes laboratórios especiais.

Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com 

Imprimir