Cidadeverde.com
Viver Bem

Dicas para curar a ressaca e começar o ano com uma vida mais saudável

Imprimir

Festa de fim de ano é sinônimo de alegria, confraternização, muitas promessas e também de fartura na mesa. Resultado: a dieta acaba ficando de lado, dando espaço para exageros na alimentação e, em alguns casos, nas bebidas alcoólicas. Para contribuir ainda mais com os excessos, muitos finalizam esse período com chave de ouro, comendo coxinha acompanhada de refrigerante no posto de conveniência da estrada durante a viagem de volta para a casa. 

O dia 2 de janeiro é reservado para pensar (e lamentar) sobre os exageros cometidos. Mas não fique abatido! Aproveite o dia 3 para retomar a dieta ou para, ao menos, dar uma trégua para o corpo. Ou melhor:  coloque entre as suas prioridades em 2019 ter uma vida mais saudável, seguindo algumas regras e com muita disciplina  

Água

Principalmente para quem exagerou na bebida, o primeiro passo é consumir muita água. Não estamos falando aqui de líquido em geral, como chás industrializados, refrigerantes ou até mesmo sucos carregados de açúcar. O corpo utiliza água para processar o excesso de álcool no organismo, desidratando. Por isso, consumir bastante água ajuda e muito a combater a ressaca. 

Para quem busca uma vida mais saudável e até mesmo emagrecer, a água oferece inúmeros benefícios: ajuda na digestão, regula a temperatura corporal, reduz o inchaço, melhora a circulação sanguínea e o funcionamento dos rins, além de hidratar a pele e, até mesmo, deixar os cabelos mais saudáveis.

É recomendado beber, no mínimo, dois litros de água por dia.  A dica é deixar uma garrafa cheia na mesa do trabalho. Assim, a pessoa combate a preguiça e o esquecimento de precisar sempre levantar para encher um copo. Quer variar o sabor? Então aromatize o líquido adicionando morango, hortelã, cereja e abacaxi, por exemplo.

Alimentação

Em um primeiro momento, é importante também evitar o consumo exagerado de carnes vermelhas, glúten, alimentos ricos em sódio e laticínios, eliminando assim com mais facilidade as toxinas 

Aproveite para dar início a um processo de reeducação alimentar. A palavra de ordem aqui é equilíbrio, consumindo proteínas, carboidratos, legumes, vegetais, grãos e frutas em quantidades balanceadas, sem exageros. Cada corpo e objetivo necessita de uma quantidade específica. Por isso, é recomendando consultar um médico especialista ou uma nutricionista.

Gorduras saturadas devem ser evitadas. Deixe de lado também as frituras, enlatados e embutidos. Açúcar e sal precisam ser consumidor com muita moderação. Quer uma boa motivação para mudar os hábitos alimentares? Comer da forma correta ajuda a prevenir doenças como diabetes, hipertensão arterial e cardiovasculares.

Atividade física

Para quem realmente está decidido a manter uma vida mais saudável, é preciso encontrar um tempo para a prática regular de atividade física. Para quem não gosta de frequentar academias, é possível começar a se movimentar em uma boa caminhada, por exemplo. Fazer atividade física ajuda no bom funcionamento dos órgãos, como o coração, além de melhorar o humor e a autoestima, combatendo assim a depressão e o estresse. Mudar os hábitos é difícil em um primeiro momento. Mas pense nas recompensas de uma vida melhor.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir