Cidadeverde.com
Viver Bem

Atkins: conheça os detalhes da dieta famosa entre celebridades

Imprimir

Foto: Folhapress

Quem quer emagrecer, sabe: há uma infinidade de dietas disponíveis, cada uma com suas características, exigências, prós e contras. Mas uma delas está há bastante tempo no “mercado”: a dieta Atkins. Famosa entre as celebridades, já foi responsável pela perda de 30 kg da socialite norte-americana Kim Kardashian.

Pioneira das dietas radicais de sucesso, ela foi criada na década de 1970 pelo cardiologista americano Robert Atkins. O plano condena os carboidratos e enaltece as proteínas (leia-se comidas gordurosas) como aliadas dos corpos esbeltos, obtidos de forma rápida.

Fases

O plano alimentar é dividido em quatro fases. São elas: indução, perda de peso continuada, pré–manutenção e manutenção. Cada fase é menos rigorosa que a anterior.

A indução dura duas semanas, e nela é permitido o consumo máximo de 20 gramas de carboidratos por dia. Nesta primeira fase, a pessoa vai seguir uma dieta alta em gordura e proteína, com alguns poucos vegetais e folhas verdes. Isso faz com que a perda de peso inicial seja bem acelerada.

A fase 2 é a da perda de peso continuada (PPC). Após a indução, é possível começar a adicionar um pouco mais de vegetais e um pouco de fruta na sua dieta, mantendo-se dentro do limite de 40-60 gramas de carboidratos por dia. Ela dura até você atingir o peso desejado.

A terceira etapa é chamada de pré-manutenção. Ela se inicia quando você chega ao peso considerado ideal, ficando apto a inserir no cardápio mais frutas e outros carboidratos, desde que se mantenha abaixo do limite de 70g por dia. Ela vai até você descobrir a quantidade de carboidratos que mantém seu peso estável.

A última é a de manutenção. É uma extensão da terceira, onde se descobre a quantidade de carboidratos ideal para você.

O que pode?

As listas, tanto de restrições como de alimentos liberados, são grandes. Estão proibidos: açúcares, grãos, tubérculos, leguminosas, gordura trans, além de frutas, vegetais e legumes que sejam ricos em carboidratos. Os alimentos com sinal verde são: carnes, peixes e frutos do mar, vegetais e legumes pobres em carboidratos, ovos, laticínios, oleaginosas e óleos saudáveis.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir