Cidadeverde.com
Política

Líder do governo na Assembleia sobre reforma: "plantar em 2019 para colher em 2020"

Imprimir

O deputado Francisco Limma (PT), líder do governador Wellington Dias (PT) na Assembleia Legislativa do Piauí, defendeu a reforma administrativa proposta pelo executivo estadual como um plano de curto prazo para se fazer uma travessia até 2020, sem riscos de comprometimento da capacidade de investimento e  salários dos servidores. 

"É um plano de controle de despesas e gastos para promover o equilíbrio do estado [...] plantar em 2019 para colher em 2020 [...] estamos passando por uma instabilidade adicional. Ninguém arrisca a dizer o que vai acontecer com a economia, com a retomada do emprego no Brasil nos próximos seis meses", disse o líder do governo na Assembleia. 

Em entrevista ao Notícia da Manhã, desta terça-feira (12), Limma destacou que a ideia da reforma é um maior controle de gastos e modernização da máquina estatal, visando manter salários em dia e preservando a capacidade de investimento do estado.

"O Piauí não pode seguir o exemplo de outros estados que estão apresentando demandas ao Congresso Nacional para a redução de salários. A ideia é melhorar a eficiência de alguns serviços. O estado tem R$ 700 milhõees de convênios federais em conta e às vezes não consegue aplicar porque não conclui uma licitação que tem que passar por vários órgãos. O governador agora tá construindo uma central de licitação, contratos e acompanhamento de convênios. Isso é parte da mordernização", reiterou o deputado. 

Francisco Limma também comentou sobre a extinção da SDR (Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural) e o surgimento de duas novas Secretarias: a Desenvolvimento da Agricultura Familiar e a de Agronegócio.

"Acho que o governador renomeia a secretaria e cria uma pasta do agronegócio [...] confesso que não vejo isso como algo negativo. Acho que quando se separa, pode facilitar o andamento das duas áreas. Acho importante essa medida do governador", disse Limma. 

A proposta de reforma administrativa foi apresentada aos deputados da base na noite desta segunda-feira (11) e  será encaminhada à Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (14).

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Imprimir