Cidadeverde.com
Cidades

Greco prende o 11º suspeito de metralhar viaturas após passar oito dias na mata

Imprimir

Suspeito foi apresentado na sede do Greco (Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com)

O último suspeito de participar da tentativa de assalto ao banco Bradesco e atacar o Grupamento da Polícia Militar de Castelo do Piauí foi preso na manhã desta terça-feira (26). 

No último dia 19, dez homens armados com fuzis cercaram o Quartel de Castelo do Piauí, metralharam duas viaturas da polícia, e tentaram explodir o banco da cidade. Durante o cerco com a polícia um dos assaltantes foi morto. Dez criminosos foram presos. 

A prisão foi feita após uma denúncia de populares que informaram que havia um homem pedindo água, comida e um celular no povoado Lagoa, em Santa Cruz dos Milagres. Brendo Raniel de Sousa, 22 anos, foi preso pela Força Tática da Polícia Militar.  Desde o dia do assalto ele estava em uma área de matagal. 

O sargento Ranier Nunes, comandante da Força Tática de Valença, fez a prisão e informou ao Cidadeverde.com que Brendo estava muito debilitado.O suspeito contou que ficou oito dias sem se alimentar. 

“Nós divulgamos fotos dele na cidade e, quando ele pediu água e comida para moradora, ela avisou a polícia e prendemos ele”, contou o sargento. 

Brendo foi apresentado na sede do Grupo de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Greco). O jovem de 22 anos negou à imprensa que seja membro de organização criminosa. 

No entanto o delegado Gustavo Jung, responsável pelo inquérito, afirma que em depoimento Brendo confessou participação na ação e deu detalhes de como ela do realizada.

Delegado Gustavo Jung, do Greco, preside o inquérito policial  (Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com)

"Ele fala de forma bem clara  que participou do crime, dá detalhes de  como aconteceu. Cita a casa onde eles estavam. Aponta quem estava no GPM no momento do confronto. Quem estava no banco no momento do confronto. A rota de fuga. O planejamento que eles teriam. Percebe-se claramente que foi um roubo bem organizado. Chegaram no local na sexta-feira e praticaram o delito segunda. Ele fez a contenção GPM usando uma arma calibre 12, que foi abandonada no matagal", disse o delegado Gustavo Jung. 

Brendo é irmão da esposa do taxista que foi preso na semana passada junto com outros suspeitos da ação. Segundo a polícia, foi ele quem ligou para a irmã e solicitou  “resgate” ao motorista de táxi.

O coordenador do Greco, delegado Tales Gomes, informou que Brendo é natural de Teresina e já tem passagens na polícia por roubo na modalidade sapatinho realizado no Estado do Ceará.

"Ele será autuado por roubo e organização criminosa, assim como os outros que foram presos na semana passada", acrescenta o delegado Tales. 

 

Delegado Tales Gomes  (Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com)


Na semana passada o Greco prendeu André Luis Vieira, Marcelo Viana Vieira, Ferdinando Félix da Silva, Wallison Eduardo Costa de Melo, Raimundo Nonato dos Santos (taxista), Mauro Henrique Vieira, Israel da Cruz Santos, Natusalém Nunes Ferreira e Israel da Cruz Santos. 

Antonio Maycon da Silva Castro e Islane Letrícia Costa de Melo foram apenas conduzidos para prestar esclarecimentos.

 

Flash Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com

Imprimir