Cidadeverde.com
Geral

"Nenhuma barragem tem licença ambiental no Piauí", diz Semar

Imprimir

Foto: Divulgação Semar

As instituições de meio ambiente no Estado estão com uma missão de localizar as 210 barragens em funcionamento detectadas via satélite pela ANA (Agência Nacional das Águas). 

Entre as barragens localizadas está a de rejeitos de mineiros em Castelo do Piauí, a 190 km de Teresina. 

O superintendente de Recursos Hídricos da Semar, Romildo Mafra, informou que todas as barragens estão funcionando sem licença ambiental.

"Antes de 2009 não precisava de uma licença, agora com a legislação aprovada é necessário. Nenhuma barragem tem licença ambiental no Estado", informou Romildo Mafra.

A Semar (Secretaria Estadual de Meio Ambiente) teve dificuldades de localizar a barragem de Castelo. Tanto o DNOCS, IDEPI e a prefeitura de Castelo desconheciam o funcionamento da barragem.

A barragem está localizada em uma área de mineração de pedra e é explorada por um consórcio da Espanha, Chile e Brasil na cidade de Castelo. 

O Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) é responsável pela barragem. Garantiu ao Cidadeverde.com que ela está regularizada e não há risco dos rejeitos caírem no Rio Poty, área mais próxima.

O gerente do DNPM no Piauí, Elizeu Cavalcante, afirmou que a barragem de Castelo já foi incluída no sistema que monitora as represas no País.

"Ela é muito rasa, não há nenhum risco e está regularizada", disse.

De acordo com os registros do DNPM, a represa tem 1m e meio de profundidade e área de 3.600 metros quadrados. 

 

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Imprimir