Cidadeverde.com
Viver Bem

Terapia holística: conheça os métodos de tratamento

Imprimir

Modalidade da medicina alternativa, a terapia holística consiste na prática de analisar o todo para tratar determinado problema ou doença. Como o nome já indica, ela é baseada no holismo - que considera que o conjunto determina como se comportam as partes. O tratamento tem o objetivo de fazer com que o paciente consiga o equilíbrio emocional, físico e até enérgico ao mesmo tempo.

Uma das principais características da terapia holística é considerar que cada paciente é único. Assim, para definir o tratamento mais indicado para resolver problemas físicos (como dores musculares), emocionais (como depressão e ansiedade) ou relacionados à energia, o terapeuta precisa avaliar caso a caso. Ou seja, as características particulares de quem será tratado.

O terapeuta holístico - que precisa ser reconhecido pelo Conselho de Auto-Regulamentação da Terapia Holística (CRT) - pode até contar com a medicina tradicional como aliada em algumas situações. No entanto, a máxima continua a mesma: o mais importante é não deixar de considerar a visão global do paciente antes de tratar cada detalhe. Conheça os tipos mais comuns de terapia holística:

Cromoterapia

Levando em consideração as sete cores do arco-íris, a cromoterapia - que é reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) – baseia-se na ideia de que cada uma delas tem um efeito curativo diferente para o emocional e o físico do paciente. Além de sessões em que um dos tons é aplicado em pontos específicos do corpo, esse tratamento também usa as tonalidades na alimentação e no modo de se vestir por equilíbrio entre corpo e mente

Florais

O objetivo da terapia com florais é atuar sobre o emocional e o espírito do paciente para só então promover uma melhora da doença em questão. Totalmente naturais, os florais não têm contraindicações. Os de Bach - criados por Edward Bach no final do século XIX - são os mais conhecidos e utilizados na terapia holística.

Acupuntura

Essa técnica milenar da medicina chinesa, muito conhecida entre os brasileiros, consiste na aplicação de agulhas em pontos específicos do corpo para trabalhar o físico e o emocional de cada paciente. Segundo essa filosofia, a melhora vem junto com o tratamento por ele ser capaz de atuar em determinados campos de energia - os chamados meridianos.

Fitoterapia

Com a ajuda de plantas e ervas, a fitoterapia promete curar ou ao menos reduzir os sintomas de doenças físicas e emocionais. No entanto, para que funcione, é importante que elas sejam consumidas sem a combinação com produtos químicos.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir