Cidadeverde.com
Economia

Terceirizados do HGV paralisam atividades após três meses sem salários

Imprimir

Cerca de 180 servidores de duas empresas terceiradas do Hospital Getúlio Vargas (HGV) estão há três meses sem receber salários. A situação fez com que uma parcela dos funcionários paralisasse as atividades nesta quinta-feira (25).

A funcionária de serviços gerais, Clébia Leme, reclama da falta de resposta da empresa e da direção do hospital. "A gente liga para a empresa e ela diz que não tem previsão (de pagamento). Estamos passando fome, aqui tem pai de família, que paga aluguel de casa com criança pequena. Todo mundo revoltado porque aqui não dá uma resposta sequer, os funcionários todos chorando, desesperados sem saber o que fazer”, denunciou a funcionária.

Várias ações estão sendo ajuizadas pelo Ministério Público por conta do atraso salarial a funcionários terceirizados. O HGV é o maior hospital do Piauí e tem os serviços afetados em função da paralização

Em nota a Secretaria Estadual de Saúde informou que aguarda o repasse do recurso para honrar o pagamento dos terceirizados, incluindo os do HGV.

Foto: Haroldo Fabrício

Evangelina Rosa

Os trabalhadores com contratos temporários na Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER) também denunciaram ao Cidadeverde.com problemas relacionados ao pagamento de salários. Um dos contratados, que preferiu não se identificar, relatou que o dinheiro não é pago dentro do mês de referência.

"Só recebemos sempre com dois meses atrasados. Entrei em novembro,e só recebi em janeiro. Mês passado (março), recebemos o mês referente a janeiro. E, na quinta-feira santa, saiu salário para uns e outros não. Quem recebeu ótimo, maravilha. Mas, quem não recebeu, ficou atrás de um e outro, e ninguém resolve. Só Deus sabe se ainda vamos receber", lamentou.

O funcionário denunciou que o não pagamento para alguns faz referência a ausência no local de trabalho; "a direção alega falta, porém as pessoas têm o comprovante de ponto eletrônico".

A MDER informou ao Cidadeverde.com que nesta quinta (25) deverá ser pago últimos pagamentos, iniciados na semana passado.  Encerrando esse pagamento, será iniciado os procedimentos para o pagamento em referência ao mês de março dos contratos temporários. 
 

Valmir Macêdo e Carliene Carpaso
redacao@cidadeverde.com

Imprimir