Cidadeverde.com
Geral

Novo diretor do HGV quer acelerar atendimento e desafogar demandas do interior

Imprimir

Sob nova direção, o maior hospital público do estado, o Hospital Getúlio Vargas (HGV) em Teresina, pretende dar celeridade ao atendimento e priorizar cirurgias para a população do interior. O novo diretor da unidade, o médico cirurgião Gilberto Albuquerque, adiantou sobre as expectativas para a nova gestão.

Segundo Albuquerque, a ideia é que o HGV funcione enquanto hospital de retaguarda, dando suporte para os mais de 80 hospitais estaduais e demais hospitais públicos. "Hospital de referência tem que ter agilidade na resposta a população. Temos a intenção de agilizar o atendimento melhor possível no mínimo tempo possível e desafogar a demanda do interior", pontuou o cirurgião.

Gilberto geria o Hospital de Urgências de Teresina (HUT) desde 2013, onde comandou uma intensa reforma administrativa que acelerou o atendimento e retirou pacientes nos corredores.

O novo diretor explica que há uma diferenciação entre o foco dos dois maiores hospitais do Piauí. "O HUT trata urgência e emergência nos primeiros momentos. O HGV faz o antes urgência e emergência e o pós urgência e emergência. Hospital de pronto socorro é o HUT, alta complexidade de traumatologia. O HGV é o hospital de área clínica, cardiovascular, também cirúrgico", explicou.

Foto: Letícia Santos

Atualment,e o HGV tem 20 leitos de UTI e há uma obra para mais 20 leitos. A unidade de saúde tem capacidade para 350 pacientes internados em casos cirúrgicos e clínicos. O novo gestor aponta ainda para a necessidade de novos leitos pré e pós-UTI e afirmou que há um comprometimento do governo estadual na assistência econômica e administrativa para o HGV.

Valmir Macêdo
redacao@cidadeverde.com

Imprimir