Cidadeverde.com
Esporte

Sidão vai bem após polêmica, mas Vasco só empata em estreia de Luxemburgo

Imprimir
  • vasco-avai-6.jpg Rafael Ribeiro/Vasco.com.br
  • vasco-avai-5.jpg Rafael Ribeiro/Vasco.com.br
  • vasco-avai-4.jpg Rafael Ribeiro/Vasco.com.br
  • vasco-avai-3.jpg Rafael Ribeiro/Vasco.com.br
  • vasco-avai-2.jpg Rafael Ribeiro/Vasco.com.br
  • vasco-avai-1.jpg Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

O Vasco sofreu, vencia até o fim, mas ficou no empate na estreia do técnico Vanderlei Luxemburgo, neste domingo (19). Com gol de Ricardo já no final do segundo tempo, o time segurava o Avaí, mas levou um tento nos acréscimos e amargou o empate por 1 a 1 após gol de Daniel Amorim. O resultado frustrou o primeiro jogo do novo comandante e também a boa atuação do goleiro Sidão, que foi o destaque da partida.

Na próxima rodada, o Cruzmaltino enfrenta o Fortaleza, domingo (26), às 19h, no Castelão. O Avaí joga na segunda-feira (27), quando recebe o Ceará, às 120h, na Ressacada.

A estreia do técnico Vander Luxemburgo foi, sem dúvida, o destaque da partida da noite deste domingo em São Januário. De volta ao trabalho, o treinador ouviu aplausos e cobranças ao se dirigir ao banco de reservas. Durante o jogo, Luxa duelou contra o amigo Geninho, comandante do Avaí. Ambos gritaram muito com os respectivos jogadores. O velho jeito Vanderlei de ser voltou com tudo na Colina histórica. O lateral Henrique e Pikachu ouviram bastante o novo comandante.

O jogo foi ruim no primeiro tempo. Apesar de um pouco mais de posse de bola, o Vasco teve a metade das finalizações do Avaí. Os visitantes, inclusive, foram quem chegaram mais perto do gol, com chances reais. Até por conta da semana tumultuada vivida pelo goleiro Sidão, os jogadores catarinenses arriscaram bastante de fora da área. Gegê, Caio Paulista, João Paulo e Pedro Castro tentaram. Sidão foi o responsável pelo Cruzmaltino seguir para o vestiário sem a desvantagem no placar.

O começo do segundo tempo manteve o panorama da primeira etapa. O Vasco não conseguia desenvolver o seu jogo, principalmente pelo elevado número de passes errados. O Avaí, por sua vez, seguiu a estratégia na partida e parecia mais perto do primeiro gol do que os donos da casa, cada vez mais intranquilos com as cobranças da arquibancada.

A boa atuação de Sidão continuou na segunda etapa. Diante de um Vasco que só ameaçou com Jairinho, o goleiro continuou a neutralizar as investidas do Avaí, como na bela defesa no arremate de Gegê. Mas no final da partida, Daniel Amorim buscou o empate, com gosto amargo para o Vasco

VASCO
Sidão; Yago Pikachu, Werley, Ricardo e Henrique; Andrey (Fellipe Bastos), Lucas Mineiro e Bruno César (Jairinho); Rossi, Marrony (Valdívia) e Maxi López
T.: Vanderlei Luxemburgo
AVAÍ
Vladimir; Lourenço, Betão, Ricardo e Igor Fernandes; Matheus Barbosa, Pedro Castro e Gegê (Luan Pereira); João Paulo, Caio Paulista (Getúlio)e Brenner (Daniel Amorim)
T.: Geninho
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)
Cartões amarelos: Lucas Mineiro (Vasco); Betão e Brenner (Avaí)
Gols: Ricardo (VAS), aos 36 minutos do segundo tempo; Daniel Amorim (AVA), aos 49min do segundo tempo

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir