Cidadeverde.com
Cidades

Câmara de Vereadores extingue mandato do prefeito de Gilbués

Imprimir

Foto: Jênerson Gonçalves/Ascom

Em sessão realizada nessa segunda-feira (20), a Câmara de Vereadores do município de Gilbués, distante 797 Km de Teresina, extinguiu o mandato do prefeito da cidade, Léo Matos (MDB). 

O presidente da Câmara, vereador Dimas Rosa (Patriota), afirmou ao Cidadeverde.com que o vereador  descumpriu o que determina a Lei Orgânica do município.  O artigo 72 da legislação veda ao prefeito e vice- prefeito que desempenhem função de administração em empresas privadas.

 Segundo o presidente da Câmara, a infringência do disposto nesse artigo importou na perda do mandato do prefeito. “Ele descumpriu o que está previsto na Lei Orgânica.  Quando foi eleito, em 2016, ele se descompatibilizou da empresa.  Mas ,em setembro de 2017, ele retornou à empresa UP MED Brasil, quando já estava sendo prefeito”, afirma o vereador Dimas. 

A denúncia chegou à Câmara dos Vereadores no último dia 25 de março e surgiu após denúncia de um morador da região que apontou as supostas irregularidades  com base em relatório do Tribunal de Contas do Estado, feito ainda em 2017. 

“Nessa esteira, o prefeito incorre em duas vedações previstas na Lei Orgânica do Município de Gilbués, quais sejam, fixar residência fora do Município (inciso V, do art. 40) e desempenhar função de administração em qualquer empresa privada (§ 1º do art. 72), em ambas situações são passíveis de perda do mandato eletivo, dessa feita sugere-se imediata comunicação ao Poder Legislativo correspondente, bem como ao Ministério Público Estadual para providências cabíveis”, diz o relatório do TCE.

O vereador Dimas explica que não houve votação sobre a perda do mandato do prefeito porque, neste caso, a extinção do mandato  “independe de deliberação do plenário e se torna efetiva desde a declaração do presidente da Câmara”.   

“Eu agi como determina a Lei Orgânica”, disse.

A declaração de extinção foi feita pelo presidente da Câmara em sessão lotada na última segunda-feira.  Com a perda do mandato, o vice-prefeito de Gilbués, Paulo Henrique Amorim deve assumir o cargo. 

O Cidadeverde.com tentou contato com o prefeito Léo Matos, mas as ligações não foram atendidas. O portal está disponível para esclarecimentos. 

 

Izabella Pimentel
izabella@cidadeverde.com 

Imprimir