Cidadeverde.com
Viver Bem

Conheça mitos e verdades do desvio de septo, que atinge 85% da população

Imprimir

Nariz obstruído, respiração bucal, roncos noturnos, dores de cabeça e ressecamento da boca são alguns dos sintomas do desvio de septo, que é caracterizado quando a estrutura que separa as duas narinas é torta. Segundo dados da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, o problema afeta cerca de 85% da população em diferentes graus. 

Entre as suas causas estão: crescimento excessivo, traumas causados por acidentes envolvendo esportes ou veículos automobilísticos, quedas e até alteração que pode ocorrer durante o trabalho de parto. Dito isto, o otorrinolaringologista Prof. Dr. Eduardo Landini Lutaif Dolci explica o que é mito ou verdade sobre este assunto.

Confira:

O problema pode ser assintomático. Verdade! Algumas pessoas podem passar anos sem saber que sofrem do problema e só serem diagnosticadas após casos de resfriados, outros incômodos nas vias aéreas e até na maturidade, isso porque o quadro pode piorar com o passar do tempo devido a outras alterações da anatomia do nariz.

Desvio de septo pode causar hemorragias nasais. Verdade! Isso acontece porque a região possui vasos e, por conta do desvio, acontecem mudanças no fluxo de ar que podem deixar a mucosa que reveste a área muito seca, causando rompimento de pequenos vasinhos sanguíneos e desencadeando o sangramento nasal.

Desvio de septo pode ser o responsável pelas sinusites de repetição. Verdade! Essa doença caracterizada pela inflamação da mucosa dos seios da face pode ser desencadeada pelo desvio de septo, pois ele pode impedir a adequada drenagem de suas secreções.

Desvio de septo é sempre caso de cirurgia. Mito! O procedimento é indicado para pacientes que apresentam alguma queixa na hora da respiração. Nesses casos, muitas vezes, a cirurgia para correção da deformidade anatômica, a chamada septoplastia, é necessária.  Ela é realizada por dentro do nariz, sem a necessidade de incisão externa e, portanto, não deixa nenhuma cicatriz visível no rosto.

A septoplastia é uma cirurgia complexa. Mito! O procedimento é tranquilo desde que seja realizado com anestesia geral, profissional qualificado e em ambiente hospitalar. Na maioria dos casos, o paciente recebe alta no dia seguinte. O repouso geralmente é de uma semana e a recuperação completa pode ocorrer em até 30 dias.

“Caso o indivíduo suspeite que sofre deste problema, o indicado é passar pela avaliação de um médico otorrinolaringologista. Ele será capaz de diagnosticar o problema por meio de exames físicos para a definir o melhor tratamento”, finaliza Dolci.

 

[email protected]

 

Imprimir