Cidadeverde.com
Geral

Piauí tem 436 presos monitorados com tornozeleira; 88,6% são do sexo masculino

Imprimir

Foto: Wilson Filho/Arquivo/Cidadeverde.com

A Secretaria Estadual de Justiça (Sejus) monitora 436 pessoas no Piauí. O monitoramento eletrônico acontece principalmente em Teresina. Desse total,  340 monitorados estão na capital piauiense e, os demais, divididos nos municípios de Parnaíba, Luís Correia, Picos, Floriano e Oeiras.  

A gerente do Monitoramento Eletrônico da Sejus, Paula Barbosa, ressaltou que do total de monitorados, a maioria é do sexo masculino: são 386 homens e 50 mulheres. 

No momento, dos monitorados, 419 são presos provisórios cumprindo medidas cautelares diversas da prisão, incluindo o monitoramento eletrônico, e que aguardam a conclusão do processo em liberdade. Outros 17 são presos sentenciados - seja em prisão domiciliar ou em regime semiaberto.

Paula Barbosa também destacou que os crimes cometidos pela maioria dos monitorados estão ligados a roubo, furto, violência doméstica e tráfico de entorpecentes. 

O juiz é quem concede a monitoração e define as restrições a serem seguidos por cada monitorado. Sobre o descumprimento das restrições, a gerente comenta que o monitorado está sujeito a ter a prisão preventiva decretada. 

"A Central de Monitoramento informa todos os descumprimentos ao juiz competente para que as medidas judiciais cabíveis sejam tomadas", comentou Paula Barbosa.

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com

Imprimir