Cidadeverde.com
Economia

Piauíprev finaliza Plano Estratégico para previdência estadual

Imprimir

O presidente da Fundação Piauí Previdência, Ricardo Pontes, reuniu toda a equipe técnica da Piauíprev para discussão das várias pautas que integram o Plano Estratégico da Previdência Estadual, inclusive as propostas apresentadas ao Plano Plurianual 2020-2023, que será debatido nesta terça-feira (9), no Tribunal de Contas do Estado, em Teresina, em reunião com todo o secretariado do governo Wellington Dias.

“Todas estas ações estão dentro do planejamento estratégico que está sendo finalizado com toda a diretoria da PiauiPrev, que tem três eixos básicos: modernização, proteção, rentabilidade e novas receitas para capitalização do Fundo Previdenciário”, explicou Ricardo Pontes.

Unidade de Gestão

Uma das pautas em debate durante a reunião foi a criação de apenas uma Unidade de Gestão do Fundo Previdenciário. “A reunião desta segunda-feira (8) foi para tratar sobre a questão do orçamento, do Plano Plurianual, a inclusão e pendências relacionadas às Unidades de Gestão, que nós vamos ter que continuar com uma só UG da fundação. Nós temos duas UGs: do Fundo Previdenciário e do Fundo Financeiro. Teremos um único Fundo de Previdência. A discussão foi exatamente sobre orçamento, um resumo de toda parte orçamentária toda mudança de um único UG”, explicou o superintendente de Gestão da Previdência Complementar, Marcos Steiner.

Também foi discutido a confecção dos contracheques com a nova identidade da PiauiPrev. “Será PiauiPrev Inativo e PiauiPrev Pensionista, Contribuição PiauiPrev e assim por diante, porque ainda estava saindo “Iapep” no contracheque dos servidores. Então, a reunião foi para tratar de todos esses assuntos e, claro, uma reunião geral para sabermos o que estamos fazendo, o que está sendo elaborado”, acrescentou o superintendente.

PPA

O PPA 2020-2023 estabelece como um dos cinco objetivos prioritários inovar e captar novos ativos financeiros para a previdência estadual para reduzir o déficit financeiro e atuarial, cumprindo com as obrigações dos pagamentos dos benefícios previdenciários.

Ainda de acordo com o Plano Plurianual, esse objetivo será avaliado de acordo com o volume de recursos captados por meio de ativos financeiros/ano; pelo índice de redução do déficit financeiro/ano; pelo número de adesões à previdência complementar/ano; e ainda pela índice de detecção de irregularidades de benefícios/ano.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Imprimir