Cidadeverde.com
Geral

Polícia identifica empresa que descartou lixo hospitalar na zona Leste

Imprimir

A Delegacia de Meio Ambiente identificou o carro que descartou lixo hospitalar em uma terreno no Residencial o Sonho Não acabou, bairro Uruguai, na zona Leste de Teresina. O material despejado de forma irregular foi denunciado pela TV Cidade Verde.

A delegada Edenilza Viana adiantou que a perícia descobriu, por meio de imagens, que o veículo pertence a uma empresa farmacêutica do local. Ela informou que, após a denúncia, parte do lixo foi recolhida. “Quando nós chegamos ao local, ele já tinha sido manipulado, sendo retirado muito”.

A equipe da policia civil também fez a coleta do material. Quando autuada, a empresa responsável pelo descarte irregular vai responder por crime de poluição, podendo pagar multa acima de R$ 3 mil dependendo da gravidade do crime que será apontada após a perícia do material.

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), o descarte dos resíduos é responsabilidade da empresa ou instituição que o gera. No caso do lixo hospitalar, o descarte a responsabilidade fica a cargo do município, para as unidades de saúde municipal, para o Estado, no caso de hospitais estaduais e para a rede privada, no caso dos hospitais particulares.

A incineração e autoclavação, cozimento do material a altas temperaturas, são as formas recomentadas de tratamento e devem ser feitas por empresas especializadas. A empresa licitada para o descarte de lixo hospitalar no Piauí chega a tratar 40 toneladas de rede hospitalar municipal e 75 toneladas da rede estadual. Na rede privada são 155 toneladas mensais.

 

Valmir Macêdo
valmirmacedo@cidadeverde.com
Com informações de Clebson Lustosa, da TV Cidade Verde

Imprimir