Cidadeverde.com
Geral

Relato de menor em delegacia choca equipe e depoimento foi interrompido

Imprimir

Complxo de Defesa da Cidadania onde o menor prestou depoimento/ foto: Yala Sena

O adolescente de 16 anos que confessou ter matado o colega de escola prestou depoimento por uma hora e fez novas revelações nesta quarta-feira (17). 

O relato do menor foi tão impactante, que a equipe da delegacia parou o interrogatório. A escrivã passou mal devido a crueldade do crime.

"Eu nunca tinha visto isso. Ele ria, estava normal como se nada tivesse acontecido. Uma das servidoras passou mal ouvindo seus relatos". 

O depoimento foi interrompido uma vez e após a funcionária melhorar, os questionamentos continuaram. 

No interrogatório, ele disse que já teve vontade de assassinar a irmã, que iria fazer outras vítimas e tinha pedido aos pais para fazer tratamento, pois tinha compulsão por matar, o que ele achava que não era normal.

O adolescente foi ouvido pela delegada Betânia Prazeres e equipe na Delegacia do Menor Infrator, no bairro Redenção.

"Chama atenção o nível de frieza do adolescente, ele mostrou a dinâmica do crime com riqueza de detalhes e confessou tudo", disse a delegada. 

Durante o depoimento, o adolescente confessou que iria arrancar o coração da vítima - Itálo Rodrigo - para dar a uma menina que estava flertando pelo Whatsaap como prova de amor. 

A delegada Betânia disse que o inquérito será encaminhado amanhã à juíza Elfrida Costa, da 2ª vara da Infância e da Juventude. A magistrada poderá pedir exame de sanidade mental do jovem. 

O adolescente está apreendido no Complexo de Defesa da Cidadania, no bairro Redenção. 

 

Adolescente foi apreendido na casa da avó/foto: Polícia Civil 

O crime

O corpo de Ítalo Rodrigo do Nascimento, 16 anos, foi encontrado ontem (16) amarrado com vendas e pescoço cortado no residencial Teresina Sul, zona Sul de Teresina. O adolescente R.B.F.C, 16 anos, confessou o crime e disse que matou por motivo torpe. 

 

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Imprimir