Cidadeverde.com
Esporte

Zagueiro do Guarani discute feio com torcedor, e segurança precisa intervir

Imprimir

A relação entre Guarani e torcedores bugrinos só piora. Depois de o escritório do presidente Palmeron Mendes Filho amanhecer pichado com ameaças de morte na manhã desta terça (16), à tarde foi a vez de o zagueiro Ferreira discutir feio com um torcedor e ser separado por um segurança.

Torcedores do Guarani foram até o Brinco de Ouro da Princesa para protestar contra a má fase do time, que ocupa o 18º lugar da Série B com apenas cinco pontos em nove partidas. Porém, uma conversa entre Ferreira e um bugrino acabou em uma séria discussão.

No começo do diálogo, Ferreira diz que "jogou todos os jogos" e que "se mata por essa camisa". Ao ouvir a negativa do torcedor para a segunda afirmação, a conversa começou a esquentar. "Não é justo, não é justo", rebateu o jogador bugrino.

Em um segundo momento, Ferreira já aparece contido por um segurança do clube, que precisou tirar o zagueiro da confusão para evitar algo mais grave.

Procurada pelo UOL Esporte, a assessoria do Guarani informou que Ferreira treinou normalmente nesta quarta (17) e que o caso será tratado internamente pela diretoria.

O Guarani volta a campo no próximo sábado (20), quando visita o quinto colocado Botafogo-SP em Ribeirão Preto, às 19h, pela décima rodada da Série B.

MARCELLO DE VICO
SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) 

Imprimir