Cidadeverde.com
Política

Assis Carvalho diz que baixa presença de filiados em Teresina é um recado ao PT

Imprimir

Reeleito na presidência do Diretório Estadual do PT, o deputado federal Assis Carvalho comentou a derrota do ex-vereador Gilberto Paixão ao diretório municipal do PT. Para ele, o resultado em Teresina foi um recado dos militantes: "nem Magalhães, nem Paixão".

"As urnas deixam uma grande lição. Essa lição pode ser para todo o estado e para Teresina, um olhar especial. O filiado do PT não compareceu às urnas para votar ontem. Teresina mandou um recado muito forte: nem Magalhães, nem Paixão, que era o candidato que eu estava apoiando]", disse Carvalho. 

O deputado federal disse ainda que militantes históricos "não mostraram a cara ontem" e que, apesar de defender candidatura própria às eleições para a prefeitura de Teresina, é preciso um diálogo.

"Como presidente estadual quero fazer um esforço muito grande para fazer esse militante se expressar. Já que não se expressou na eleição de ontem, não compareceu, está dando um recado silencioso. Estou vendo como vamos pegar esse recado e tentar fazer política com isso. Particulamente defendo candidatura própria, mas é claro que diante da eleição do Magalhães [que tinha uma posição manifestada sobre um certo desinteresse de candidatura própria] vamos ter uma grau de dificuldade. Ele tem um diretório constituído, tem que ser respeitado, é o filiado do município que decide. Mas não é só o diretório. Temos que dar um jeito de ouvir os filiados nos encontros", disse Assis Carvalho.

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Imprimir