Cidadeverde.com
Geral

Justiça condena acusados de matar rival e balear criança de sete anos

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

A 2ª Vara do Tribunal Popular do Júri condenou a 14 anos de reclusão Izael de Sena Rosa Pereira e Bruno Wanderson de Sousa. Eles foram condenados pelo assassinato de Samuel de Sousa Costa, durante um aniversário em 2013 na zona Sudeste de Teresina. No tiroteio, outras quatro pessoas foram baleadas, incluindo uma criança de sete anos. 

Segundo a juíza Maria Zilnar Coutinho Leal, culpabilidade está comprovada e afere-se gravíssima diante do “motivo do crime foi fútil, eis que decorrente de desavenças entre rivais”. Para a juíza, Izael de Sena chegou ao local onde se encontravam as vítima “disposto a ceifar a vida de todos que lá se encontravam, e, não poupou esforços para atingir o seu objetivo”, diz a magistrado na sentença.

Ainda de acordo com a decisão, Izael responde a outras ações penais que não foram registradas nos autos.

A pena imposta aos condenados foi de 14 anos e sete meses de reclusão.

Vítimas baleadas

Na época do tiroteio, a PM do 8º Batalhão de Policiamento Militar, informou que a vítima assassinada chegou a oferecer uma cadeira para um dos condenados sentar mas foi atingida pelos disparos. Depois de alvejar o aniversariante, os condenados atiraram em convidados enquanto fugiam do local.

Foram baleados jovens de 22, 17, 15 e sete anos. A arma utilizada seria uma pistola ponto 40. Apenas o aniversariante veio a óbito mas os tiros contra os jovens foram considerados na condenação.

Valmir Macêdo
valmirmacedo@cidade.com

Imprimir