Cidadeverde.com
Geral

FMS dá dicas para evitar doenças durante calor e tempo seco em Teresina

Imprimir

Foto: Pixabay

O tempo quente e seco pegou Teresina em cheio, com temperaturas elevadas e baixa umidade relativa do ar. A situação exige cuidados para manter a saúde em dia, principalmente das crianças. A Fundação Municipal de Saúde (FMS) preparou uma série de dicas de prevenção que podem ajudar os pequenos a evitarem problemas de saúde neste período.

“Andar sempre com uma garrafa de água para onde for, seja escola, parque, passeios em geral. Ingerir muita água. Sucos naturais frescos (feitos com higiene) e água de coco são boas opções para bebidas. Além de preparar os alimentos o mais próximo possível do horário de consumo”, alerta o pediatra Rogério Medeiros, da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Renascença.

Manter os alimentos e bebidas refrigerados em temperaturas preferencialmente abaixo de 5º C é uma boa dica. Substitua frituras por alimentos assados, assim como o sorvete de massa por picolé, especialmente de frutas. Queijos amarelos podem ser trocados por queijos brancos; durma em local arejado e umedecido. Podem-se utilizar umidificadores de ar, toalhas molhadas ou reservatórios com água nos quartos.

O pediatra Rogério Medeiros fala dos sinais de alerta que devem fazer com que os pais ou responsáveis levem as crianças imediatamente à uma unidade de saúde. “Durante o calor intenso, se a criança apresentar sangramento de nariz, sonolência e desorientação são sinais de alerta”, informa o médico. Ele indica evitar calor excessivo e exposição ao sol no horário entre 10 e 17 horas.

Fique atento às variações de temperatura. Na rua costuma-se estar calor, mas ao entrar em ambiente refrigerado a brusca queda de temperatura pode facilitar a ocorrência de doenças.  Evite banhos com água muito quente, que provocam ressecamento da pele. Use soro fisiológico para olhos e narinas, em caso de irritação. Pacientes com antecedentes de doenças alérgicas respiratórias, como bronquite e rinite, costumam ter crises com a baixa umidade do ar. É importante procurar um médico e, claro, seguir suas recomendações. Mantenha a higiene doméstica, evitando o acúmulo de poeira, que desencadeia problemas alérgicos.

Da redação
redacao@cidadeverde.com 

Imprimir