Cidadeverde.com
Últimas

Venda de ingressos para a final entre Flamengo e River começa no dia 30

Imprimir
  • SEMI-LIBERTA-FLA-GREMIO-12.jpg Foto: Marcelo Cortes / Flamengo
  • SEMI-LIBERTA-FLA-GREMIO-13.jpg Foto: Marcelo Cortes / Flamengo
  • SEMI-LIBERTA-FLA-GREMIO-14.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
  • SEMI-LIBERTA-FLA-GREMIO-15.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
  • SEMI-LIBERTA-FLA-GREMIO-16.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
  • SEMI-LIBERTA-FLA-GREMIO-17.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
  • SEMI-LIBERTA-FLA-GREMIO-18.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
  • SEMI-LIBERTA-FLA-GREMIO-19.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Os torcedores de Flamengo e River Plate (ARG) poderão comprar ingressos para a final da Copa Libertadores a partir da próxima quarta-feira (30). As equipes se enfrentam às 17h30 (de Brasília) do dia 23 de novembro, no estádio Nacional, em Santiago, no Chile.

A venda será feita diretamente pelo site da Libertadores (https://www.eventim.com.br/campaign/libertadores-pt/), e as entradas terão preço fixo de US$ 80,00 (cerca de R$ 321). Quem quiser adquirir tíquetes, no entanto, terá que primeiro retirar uma senha junto ao seu clube, informou a confederação sul-americana por meio de um comunicado.

O Flamengo ainda não divulgou como fará a distribuição de senhas para seus torcedores e nem se haverá algum tipo de preferência para sócios. Os cariocas devem emitir nesta sexta-feira (25) um informe oficial sobre o tema.

A comercialização de ingressos da final deste ano para o público em geral começou em setembro e já se esgotou.
As duas torcidas serão divididas entre os setores norte e sul do estádio, em assentos não numerados, com 12.500 lugares para cada torcida. O número é menor do que o total comportado por cada um dos setores (15 mil) em razão de questões de segurança, espaços reservados para publicidade e camarotes.

Mesmo com a onda de protestos que tomou as ruas da capital chilena nas últimas semanas, a Conmebol diz até o momento que manterá a data e o local da final. A entidade afirmou estar em "contato constante" com as autoridades locais para dar condições de segurança a todos os envolvidos na partida.

Recentemente, a confederação foi obrigada a suspender a final da Copa América de Futsal que estava programada para o fim de outubro, na cidade chilena de Los Ángeles.

Tanto o local onde aconteceria a final do futsal quanto Santiago estão em estado de emergência desde o último dia 19. O governo chileno decretou a medida em meio às manifestações iniciadas em razão do aumento no preço do bilhete de metrô na capital.

O país já registrou 18 mortes e centenas de feridos desde que os protestos eclodiram. Atualmente, os manifestantes expandiram sua pauta e criticam a limitada oferta de serviços públicos disponíveis à população.

Essa será a primeira final da Copa Libertadores disputada em jogo único desde a nova determinação da Conmebol, feita no ano passado, e a segurança é uma das maiores preocupações.

Em 2018, a segunda partida decisiva foi adiada e transferida para Madri, na Espanha, após a torcida do River Plate atirar objetos contra o ônibus do Boca Juniors (ARG) e ferir jogadores da equipe rival.

Em 2020, a final do principal torneio do continente será disputada no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Fonte: Folhapress

Tags: Flamengo
Imprimir