Cidadeverde.com
Cidades

Vistoria flagra arame farpado em genitália feminina e 234 celulares na Casa de Custódia

Imprimir

Fotos: Izabella Pimentel/ Cidadeverde.com

As vistorias realizadas na Casa de Custódia de Teresina, no período de janeiro a outubro deste ano, flagraram celulares, droga, pilhas e até arame farpado dentro da genitália de uma jovem de 22 anos de idade. Este último caso foi flagrado há 15 dias. O arame estava escondido dentro uma camisinha que foi introduzida nas partes íntimas da jovem. A mulher chegou a sangrar quando tirou o preservativo da genitália. O arame, segundo a direção da Casa de Custódia, seria utilizado para carregar celulares.  

Nos primeiros dez meses deste ano, 234 aparelhos telefônicos foram encontrados dentro da unidade prisional. Todos os aparelhos foram arremessados para dentro do presídio. Além de celulares, 5.102 pilhas, 32 chips, 350 gramas de substância entorpecente e 8 litros de cachaça foram lançados pelo muro da unidade prisional. 

Ontem (03) um casal foi flagrado e encaminhado à Central de Flagrantes após tentar lançar celular, chip e cartão de memória para presos. 

O tenente Jean Carlo Bezerra, gerente da Casa de Custódia, conta que, apesar das estatísticas, o número de pessoas que lançam materiais está diminuindo. 

“Nos últimos quinze dias não houve nenhum registro. Telas de arame e câmeras de segurança estão inibindo que materiais sejam lançados”, afirma. 

Segundo a direção, a guarda militar do presídio está atenta e vigilante 24 horas para evitar ações desta natureza. Para cada “bagaça” [nome dado aos materiais arremessados] lançada, a pessoa que lançou ganha de R$ 100 a R$ 150. 

Neste ano,  28 pessoas foram conduzidas à Central de Flagrantes após serem flagradas arremessando materiais para presos. Dessas, apenas cinco foram autuadas em flagrante.

“A sensação é que a gente fica de mãos atadas, a gente deveria se sentir desestimulado, mas aí dá é mais vontade de trabalhar”, afirma o gerente daCasa de Custódia.


Flash Izabella Pimentel
[email protected]

Imprimir